Open Internacional de Atletismo e Natação Paralímpica reunirá atletas de 20 países em São Paulo


O Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, receberá nesta semana, de 25 a 27 de abril, o Open Internacional de Atletismo e Natação Paralímpicos. Mais de 600 atletas estarão em ação, sendo 243 na piscina e 358 na pista e no campo de atletismo, neste que é o maior evento destas modalidades que o Brasil receberá em 2019. 

Ao todo, 20 países enviarão representantes. No segundo semestre, haverá ainda os respectivos mundiais e a disputa dos Jogos Parapan-Americanos de Lima, no Peru. 

O Open Internacional Loterias Caixa é uma oportunidade para os atletas obterem marcas e atingirem os índices estabelecidos pelo Departamento Técnico do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) como critério para a escolha dos representantes brasileiros nos Mundiais. Para os nadadores o Campeonato Mundial será entre os dias 9 e 15 de setembro, em Londres. Já o Campeonato Mundial de Atletismo está programado para ocorrer de 7 a 15 de novembro, em Dubai.

O Brasil estará representado no Open pela Seleção Brasileira de cada modalidade. Vale ressaltar que o evento faz parte do Grand Prix de atletismo e da World Series de natação, que são circuitos organizados pelo Comitê Paralímpico Internacional (IPC, em inglês). As Seleções também terão a concorrência de atletas de clubes nacionais, que atingiram os índices estabelecidos para obter a classificação ao Open. 

Grandes nomes do Movimento Paralímpico nacional estarão no evento internacional. O paulista Daniel Dias, da classe S5, maior medalhista paralímpico brasileiro, detentor de 24 pódios, é o principal destaque na natação. Pelo atletismo, estarão presente o paraibano Petrúcio Ferreira, ouro nos 100m e prata nos 400m da classe T47 (amputação de braço) nos Jogos Paralímpicos Rio 2016, e o paulista André Rocha, medalhista mundial da classe F53 (cadeira de rodas).

Nas disputas do atletismo, nomes estrangeiros relevantes como a cubana Omara Durand, campeã paralímpica e recordista mundial da classe T12 (baixa visão), e o chileno Christian Valenzuela, campeão mundial da classe T11 (cego total), competirão com os principais brasileiros em atividades.
Já na piscina, destaque para membros da delegação chinesa - que usualmente lidera o quadro geral de medalhas da modalidade nos Jogos Paralímpicos. Guizhi Li, campeã paralímpica dos 50m livre S11 (cego total), e Bozun Yang, também da classe S11, detentor de 14 medalhas paralímpicas, estarão em ação. 

África do Sul, Argentina, Brasil, Chile, China, Colômbia, Costa Rica, Cuba, El Salvador, Equador, Honduras, Índia, México, Panamá, Paraguai, Peru, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai e Venezuela são os países participantes do Open. No ano passado, 13 nações haviam sido representadas na competição. 

Foto: MPIX/CPB

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes