Erica Sena e Caio Bonfim competem na etapa de Rio Maior da IAAF Challenge de Marcha Atlética em busca de vaga no Mundial


Caio Bonfim e Erica Sena, os principais marchadores brasileiros da atualidade, participam neste sábado (5/4) da 28ª edição do Grande Prêmio de Rio Maior de Marcha Atlética, válido pelo IAAF Challenge 2019, em Portugal. Os dois atletas buscam os índices exigidos pela IAAF para o Campeonato Mundial de Doha (de 27 de setembro a 6 de outubro) na prova dos 20 km: 1:22:50 e 1:33:30, respectivamente. As provas terão largada a partir das 13:30 no horário de Brasília.

O brasiliense e a pernambucana estão entre os favoritos na competição e mostram que são muito respeitados no mundo da marcha, ainda mais em um evento de nível tão forte como o de Rio Maior. E motivos não faltam. No Mundial de Londres 2015, Caio ganhou a medalha de bronze e Erica terminou em quarto lugar.

"A expectativa é muito boa. Quero fazer um grande resultado porque estou bem treinada e bem fisicamente. Vou enfrentar grandes adversárias, finalistas mundiais, e isso certamente vai ajudar numa boa marca", disse Erica (ORCAMPI Unimed), de 33 anos, que mora e treina em Cuenca, no Equador. A única preocupação é com as condições climáticas. "A previsão é de chuva, vento e frio na hora da prova e tudo isso atrapalha um pouco o resultado."

Erica, recordista sul-americana, com 1:26:59, está na Europa participando de um Camping Internacional de Treinamento e Competição.

Antes do estágio em Rio Maior, a marchadora, nascida em Camaragibe, competiu no dia 23 de março em Dudince, na Eslováquia, nos 50 km. Ela usou a prova apenas como treinamento e não completou a distância.

A prova feminina deste sábado terá a participação ainda de Elianay Santana Barbosa (CASO-DF), campeã da Copa do Brasil 2019, e de Cisiane Dutra Lopes (Sport Recife-PE), que representou o Brasil na Olimpíada do Rio 2016, que se recupera de uma lesão no pé esquerdo.

Estão inscritas, entre as 27 participantes, as portuguesas Inês Henriques e Ana Cabecinha, a chinesa Qieyang Shijie, bicampeã da prova e prata em Londres 2012, por exemplo.

A prova masculina terá 49 participantes, com destaque para o japonês Eiki Takahashi, que em fevereiro deste ano, em Kobe, ganhou os campeonatos do seu país com o tempo de 1:18:00, e para o chinês Zelin Cai, medalha de prata nos Jogos Olímpicos do Rio 2016 e que em março obteve a marca de 1:19:36.

Caio Bonfim (CASO-DF), recordista brasileiro com 1:19:04, está animado por voltar ao circuito internacional. "É sempre bom competir em alto nível", comentou.

José Alessandro Bagio (FME Timbó-SC), bronze na Copa Brasil Caixa, disputada em Balneário Camboriú, também está inscrito na competição, 

Foto: Divulgação

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes