Com salto no ranking olímpico de 2020, carateca Douglas Brose diz que agora "é tudo ou nada"


Em abril de 2020 serão conhecidos os 10 caratecas que brigarão pelas medalhas nos Jogos Olímpicos de Tóquio na categoria masculino até 67 quilos. Cada país poderá ter apenas um representante e quem está bem confiante para classificação é o carateca brasileiro, Douglas Brose. Ele é bicampeão mundial e já conquistou todos os títulos possíveis na modalidade, com exceção, logicamente, do ouro olímpico, pois o Karatê pela primeira vez participará dos Jogos.

Recentemente, Douglas Brose foi o campeão do Campeonato Pan-Americanos disputados no Panamá. Na final, ele venceu o carateca uruguaio Maximiliano Larrosa. Com a conquista, Brose deu um salto no ranking olímpico e ocupa agora o 11º lugar do mundo. Vale lembrar que os quatro primeiros colocados do ranking olímpico já garantem vaga nos Jogos de Tóquio. “Fiz o dever de casa que era vencer o Pan-Americano. Com isso, o sonho olímpico segue muito vivo. Pontuei bastante pelo título e pude subir muitas posições no ranking olímpico”, explicou Douglas Brose.

Sem muito tempo para comemorar o título Pan-Americano, Douglas Brose embarca na próxima semana para a cidade de Rabat, no Marrocos, para mais uma etapa da Liga Mundial. Será a quarta etapa do carateca em 2019 entre os melhores do mundo. Antes ele esteve na França, Emirados Árabes Unidos e Áustria. “Vivo um momento especial na carreira. Totalmente recuperado da minha lesão e bastante confiante pelos últimos resultados que tive. Falta um ano para finalizar o ranking olímpico e espero ser o melhor brasileiro colocado na categoria até 67 quilos e também estar entre os quatro melhores do mundo para garantir minha vaga nos Jogos. Agora é tudo ou nada. Não tenho mais espaço para erros e como me aproximei dos primeiros colocados não quero mais me distanciar da disputa”, finalizou.

Foto: WKF

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes