Brasil garante 100% de medalhas na etapa de Camaçari do Circuito Sul-Americano de Vôlei de Praia


O Brasil dominou completamente as semifinais da etapa de Camaçari (BA) do Circuito Sul-Americano de vôlei de praia, a quinta da temporada 2019. No sábado (20.04), foram disputados os últimos jogos da fase de grupos e quartas de final, e apenas as duplas verde e amarela seguiram no torneio. Com isso, o país terá ouro, prata e bronze nos dois naipes, garantindo a liderança do ranking no masculino e feminino.

A semifinal feminina terá os seguintes duelos: Tainá/Victoria (SE/MS) encara Carol Horta/Ângela (CE/DF), e Andressa/Diana (PB/RJ) joga contra Juliana Simões/Aline Lebioda (PR/SC) por uma vaga na decisão. As duas partidas ocorrem às 8h50 (de Brasília). Com exceção de Tainá e Victoria, as outras três duplas chegam invictas à semifinal, tendo vencido os três duelos pela fase de grupos e a partida eliminatória das quartas de final.

Tainá, que já conquistou medalhas de ouro e prata no Circuito Sul-Americano em 2019, analisou mais uma semifinal da dupla. Elas disputaram uma rodada a mais, já que um duelo pela fase de grupos que seria ontem, foi adiado por condições de iluminação.

“Estamos muito felizes por alcançarmos mais uma semifinal, apesar do dia cansativo de hoje, devido ao calor e aos três jogos que fizemos. Mas muito felizes por cumprir bem nosso objetivo e avançar. Agora é descansar e repor as energias para neste domingo enfrentar duplas brasileiras. Os times se conhecem bem, o nível será alto e temos que estar preparadas”, declarou Tainá, que na semifinal contra Carol/Ângela repetirá a final da etapa passada.

No naipe masculino, as semifinais terão os seguintes duelos: Ricardo/Vinícius (BA/ES) encara Matheus Maia/Vinícius Cardoso (RJ), e Jô/Léo Vieira (PB/DF) enfrenta Rafael/Renato (PB). As partidas acontecem às 8h (de Brasília). Dos semifinalistas, apenas Ricardo e Vinícius não estão mais invictos, tendo perdido um jogo na fase de grupos. Os demais avançaram com três vitórias na primeira fase e triunfo nas quartas de final.

“O nível está muito alto, é uma etapa com um grande número de duplas brasileiras, e sabemos que os times do Brasil são fortíssimos. Além disso, as equipes se enfrentam muito no Circuito Brasileiro, se conhecem bem. Não tem jogo fácil, vamos dar nosso melhor em busca do ouro”, comentou o defensor Léo Vieira, que junto de Jô foi bronze na segunda etapa, no Chile.

Os pontos obtidos em cada etapa vão para o país, de acordo com a classificação final da melhor dupla de cada nação nos eventos. Ao final, os pontos são somados e o país na liderança do ranking é declarado campeão geral. O Brasil lidera o ranking feminino, com 800 pontos, e aparece dividindo a primeira posição com o Chile no masculino, com 700 pontos.

O torneio em Camaçari conta com 16 duplas em cada gênero, divididas em quatro grupos de quatro. Os dois melhores colocados de cada grupo avançam à fase eliminatória de quartas de final. Depois a disputa segue para semifinal, disputa de bronze e final.


O Circuito Sul-Americano conta com cinco etapas regulares e dois torneios ‘Finals’, com formato diferente, maior pontuação e premiação, um para o masculino e outro para o feminino. Além de São Francisco do Sul (SC), Coquimbo (Chile), Lima (Peru), Brasília (DF) e agora Camaçari (Bahia), os torneios ‘Finals’ serão em Resistência (Argentina), para o naipe feminino, e Brasil, em cidade que será definida, no masculino.

Foto: CSV

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes