Votação para escolha da sede da Copa do Mundo Feminina de 2023 será pública


A Fifa concordou em tornar pública sua votação sobre o anfitrião da Copa do Mundo Feminina de 2023. 

O órgão de decisão da entidade quer ser mais transparente após suspeitas levantadas no mês passado de que o torneio feminino não seguiria totalmente o novo processo de votação adotado para a Copa do Mundo masculina. 

Os Estados Unidos, o Canadá e o México foram escolhidos no ano passado para sediar a Copa do Mundo de 2026. Naquela ocasião, os votos de todas as associações membros foram publicados. Anteriormente, as decisões eram tomadas sigilosamente pelo comitê executivo da FIFA. 

Mas a Fifa anunciou no mês passado que seu conselho de 37 pessoas ainda decidirá sobre o destino da Copa do Mundo Feminina de 2023. sem menção de votos declarados publicamente.

Agora, a FIFA disse, depois de uma reunião em Miami, que na decisão para escolha da sede, provavelmente em março de 2020, será tornado público o "o voto de cada membro do Conselho FIFA". 

Até o momento, a Austrália, a Colômbia, o Japão e a África do Sul vêm esboçando propostas. A Coreia do Sul apresentou uma proposta à Coreia do Norte para uma candidatura conjunta.

FIFA pediu aos países interessados ​​em fazer propostas para fazê-lo até 16 de abril para completar seus registros de candidatura.

Foto: Divulgação

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes