Parataekwondo do Brasil fatura três ouros no Aberto dos Estados Unidos


Cada um dos três brasileiros que disputaram o Aberto dos Estados Unidos de Parataekwondo conquistou uma medalha de ouro. O Brasil foi representado por Cristhiane Neves (até 58kg), Débora Menezes (acima de 58kg) e Nathan Torquato (até 61kg). Todos são da classe K44, para deficiência em pelo menos um membro superior. A competição ocorreu no dia 1º de março, em Las Vegas, nos Estados Unidos. Quatro atletas do parataekwondo já têm vaga nos Jogos Parapan-Americanos de Lima 2019.

A paulista Débora Menezes sagrou-se campeã ao vencer a turca Nurcihan Ekinci por 14 a 6. Débora, 28 anos, nasceu com uma má formação abaixo do cotovelo direito. A atleta também conquistou a medalha de ouro, da categoria acima de 58kg, no Campeonato Mundial de Parataekwondo, que aconteceu em fevereiro, em Antalya, na Turquia. 

Já Cristhiane Neves conquistou sua medalha dourada por derrotar a americana Brianna Salinnaro, por 22 a 4. A brasileira de 32 anos sofreu uma amputação no braço esquerdo, abaixo do cotovelo, devido a um acidente de motocicleta, aos 28 anos. No mês passado, Cristhiane também subiu ao pódio, no Mundial da modalidade, ao faturar a medalha de bronze da categoria até 58kg. 

O terceiro ouro brasileiro no Aberto do Estados Unidos foi conquistado por Nathan Torquato. O atleta de 18 anos lutou contra Santana Santana, da Espanha, e venceu por 16 a 9. Nathan nasceu na Praia Grande, litoral paulista, com uma má formação no braço esquerdo. No último torneio, o África Open de Parataekwondo, o paulista também faturou a medalha dourada da categoria até 61kg. 


Ao todo, quatro brasileiros têm vaga, pelo parataekwondo, nos Jogos Parapan-Americanos de Lima, em agosto. Débora Menezes, Cristhiane Neves e Nathan Torquato conquistaram suas vagas por meio do ranking mundial da modalidade. Já Bruno Motta (até 75kg) garantiu sua participação no Peru na etapa classificatória para o Parapan, que ocorreu na quinta-feira, 7, na República Dominicana. A modalidade fará sua estreia em Jogos Paralímpicos na edição de Tóquio, em 2020.

Foto: Divulgação

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes