Japão considera permitir a entrada de atletas norte-coreanos para Tóquio 2020


O governo japonês deve fazer uma análise sobre a possibilidade de permitir a entrada de atletas norte-coreanos nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio 2020 como uma exceção às sanções do país contra o Estado secreto.

O ministro olímpico do Japão, Yoshitaka Sakurada, revelou o plano para uma revisão durante uma sessão da câmara baixa.

"A Olimpíada e a Paralimpíada são os maiores eventos de paz do mundo, e é desejável que haja tantos participantes quanto possível", disse ele ao jornal Kyodo News.

Sakurada disse que o movimento "requer o entendimento de todos os quadrantes".

Ele acrescentou que trabalhará com os ministérios e agências relevantes para tratar cuidadosamente do assunto.

O Japão proibiu os cidadãos norte-coreanos de entrarem no país como parte das sanções devido ao desenvolvimento de mísseis e armas nucleares em Pyongyang.

Um total de 17 cidadãos japoneses são oficialmente reconhecidos pelo governo do país como seqüestrados por agentes do governo norte-coreano durante um período de seis anos, de 1977 a 1983.

Suspeita-se que o número real de vítimas seja muito maior, possivelmente numerando às centenas.

As relações entre os dois países foram ainda mais tensas em 2017, quando o líder norte-coreano Kim Jong-un disparou dois mísseis balísticos sobre o território japonês como parte dos testes nucleares de seu país.

Espera-se que os atletas norte-coreanos participem nos Jogos de Tóquio 2020, enquanto eles também se juntam aos concorrentes sul-coreanos para formar equipes conjuntas em três esportes - basquete feminino, canoagem e remo.

O ministro da Cultura, Esportes e Turismo da Coréia do Sul, Doong Jong, disse em dezembro que equipes unificadas também podem ser formadas em tênis de mesa, judô e a união das Coreias é discutida em outros esportes.

Foto:Getty Images

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes