Condenado anteriormente por doping, esquiador austríaco admite que usou substâncias proibidas recentemente

Resultado de imagem para Austrian skier admits to recent doping as drugs investigation continues, reports claim
O esquiador austríaco de cross-country Johannes Dürr admitiu ter adulterado recentemente uma investigação em andamento sobre uma suspeita de que a rede mundial de doping segue em andamento.

Dürr, que foi condenado por doping nas Olimpíadas de Inverno de 2014 em Sochi, fez alegações em um documentário da ARD que provocou incursões da polícia no Campeonato Mundial de Esqui Nórdico da Federação Internacional de Esqui (FIS) em Seefeld na semana passada.

Ele foi preso ontem e se tornou o mais recente atleta envolvido no escândalo, que também incluiu um ataque separado em Erfurt na Alemanha.

O doping é visto como um tipo de fraude sob a lei austríaca, devido ao prêmio em dinheiro e aos endossos aos quais os atletas poderiam potencialmente trapacear.

De acordo com Kleine Zeitung, Dürr está sob suspeita, já que ele arrecadava fundos para financiar um retorno planejado.

Além de continuar a usar drogas, ele também é acusado de orientar outros atletas para um médico envolvido no esquema, uma alegação que ele diz negar.

A ARD informou que a Dürr admitiu que continuou se dopando em 2018.

Os esquiadores austríacos Max Hauke, aparentemente pego no meio de uma transfusão de sangue em um vídeo divulgado na semana passada, e Dominik Baldauf também foram presos.

Alexei Poltoranin, do Cazaquistão, e a dupla estoniana de Karel Tammjarv e Andreas Veerpalu foram outros esquiadores pegos trapaceando.

Todos estes admitiram transgressões e foram provisoriamente suspensos pela FIS.

Dois ciclistas austríacos, Stefan Denifl e Georg Preidler, também admitiram o uso de doping no início desta semana.

Ambos foram provisoriamente suspensos pela União Internacional de Ciclismo.

Foto: Getty Images

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes