Doze atletas russos são banidos por doping e Ivan Ukhov perde ouro olímpico de 2012

O grande evento que foi a Olimpíada de Londres/2012 fica cada dia mais marcada como os jogos olímpicos mais sujos da história, muito em razão das falhas nos exames feitos à época. Dia 1º de fevereiro foi divulgado mais uma lista com atletas que testaram positivo e foram desclassificados da competição. Entre eles, o campeão olímpico do salto em altura: Ivan Ukhov (RUS). Junto dele outros 12 atletas russos foram desclassificados por doping pelo Tribunal de Arbitragem do Desporto (CAS).

Três anos dos resultados de Ukhov, incluindo as Olimpíadas de 2012, foram desclassificados.O CAS agiu em evidências do relatório da McLaren, que descobriu que a Rússia operava um programa de doping patrocinado pelo estado. Os 12 atletas têm 21 dias para recorrer da decisão.

Mais de 120 testes de doping falhados foram registrados nos Jogos de Londres. O recorde anterior de testes fracassados ​​foi 86 em Pequim/2008.

O CAS diz que os atletas "participaram e/ou se beneficiaram de programas de doping com esteróides anabolizantes e se beneficiaram de métodos específicos de proteção" entre Londres/2012 e o Campeonato Mundial de 2013, em Moscou.

Ukhov foi banido por quatro anos, assim como Svetlana Shkolina, campeã mundial de salto em altura de 2013, enquanto Tatyana Lysenko, que ganhou o ouro mundial no arremesso de martelo, foi banida por oito anos.

Um relatório do professor Richard McLaren, em julho de 2016, descobriu que a Rússia operava um programa de doping patrocinado pelo Estado durante quatro anos na "grande maioria" dos esportes olímpicos.

A Federação Internacional de Atletismo (IAAF) proibiu a Rússia de competir desde novembro de 2015 e no mês passado confirmou a suspensão do país em 2019. o CAS abriu procedimentos contra os atletas "em nome" da IAAF, com a Federação Russa de Atletismo atualmente suspensa e "incapaz de administrar quaisquer procedimentos disciplinares".

Os atletas banidos são:

1) Tatyana Firova (400m) - proibição de quatro anos a partir de 9 de junho de 2016
2) Svetlana Shkolina (salto em altura) - proibição de quatro anos a partir de 1 de fevereiro de 2019
3) Ivan Ukhov (salto em altura) - proibição de quatro anos a partir de 1 de fevereiro de 2019
4) Lyukman Adams (salto triplo) - proibição de quatro anos a partir de 31 de janeiro de 2019
5) Anna Bulgakova (arremesso de martelo) - proibição de quatro anos a partir de 29 de março de 2017
6) Gulfiya Agafonova-Khanafeeva (arremesso de martelo) - proibição de oito anos a partir de 6 de janeiro de 2017
7) Tatyana Lysenko Beloborodva (arremesso de martelo) - proibição de oito anos a partir de 2 de julho de 2016
8) Ivan Yushkov (arremesso de peso) - proibição de quatro anos a partir de 2 de julho de 2016
9) Mariya Bespalova (arremesso de martelo) - já suspenso desde 26 de outubro de 2015
10) Vera Ganeeva (discus) - proibição de dois anos a partir de 2 de julho de 2018
11) Yekaterina Galitskaia (100m com barreiras) - proibição de quatro anos a partir de 1 de fevereiro de 2019
12) Yuliya Kondakova (100m com barreiras) - proibição de quatro anos a partir de 1 de fevereiro de 2019.

Foto: Divulgação


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes