Nathalia Brigida é bronze no primeiro dia do Grand Prix de Judô, em Tel Aviv

A judoca Nathália Brígida conquistou na quinta-feira, 24, a primeira medalha do Brasil no Circuito Mundial. Na disputa pelo bronze do peso ligeiro feminino no Grand Prix em Tel Aviv, em Israel, ela derrotou a eslovena Marusa Stangar com um waza-ari no tempo extra. O resultado marcou também o retorno de Brígida ao pódio em competições internacionais depois de um período de mais de dois anos afastada dos tatames recuperando-se de cirurgia no ombro.

"É uma conquista muito importante para mim nessa minha volta às competições internacionais depois de um tempinho parada pela cirurgia. E também é uma honra ser a primeira medalha do Brasil no ano. Espero que, não só a minha medalha, mas que seja um ano vitorioso para o judô brasileiro", comemorou a judoca de 25 anos que levará, além da medalha, 350 pontos no Ranking Mundial classificatório para Tóquio 2020.

No caminho rumo ao pódio, Brígida derrotou a italiana Sofia Petitto e a romena Alexandra Pop por ippon para chegar às quartas-de-final, onde caiu para a húngara Eva Csernoviczki, medalhista de bronze nos Jogos de Londres 2012. A brasileira conseguiu recuperar-se na repescagem, vencendo a anfitriã Noa Minsker por ippon para chegar à disputa pela medalha, onde derrtou Stangar por waza-ari.

Nas chaves masculinas, o ligeiro Felipe Kitadai estreou com vitória por ippon sobre Kemran Nurillaev, mas não passou pelo russo Albert Oguzov após sofrer três punições.

Mesmo desempenho do meio-leve Diego Santos (66kg), que derrotou Jacob Valois, do Canadá, na primeira luta e parou em Shakhram Akhadov, do Uzbequistão, na segunda rodada.

O Grand Prix de Tel Aviv continua nesta sexta-feira, 25, com mais dois judocas brasileiros no tatame: Ketleyn Quadros (63kg) e Alex Pombo (73kg).

Foto: IJF


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes