Campeão mundial de biatlo envolvido em escândalo de doping da Rússia se aposenta

Anton Shipulin, campeão mundial de biatlo no centro do escândalo de doping da Rússia, anunciou sua aposentadoria na terça-feira.

Shipulin, de 31 anos, disse em uma coletiva de imprensa em Moscou que decidiu se aposentar depois de ser barrado nas Olimpíadas de Inverno no início deste ano. Ele é um dos vários atletas russos proibidos de competir por fazer parte do programa de doping patrocinado pelo governo da Rússia nos Jogos de Inverno de 2014 em Sochi. Shipulin ganhou uma medalha de ouro na corrida de revezamento de biatlo de Sochi.

Shipulin, como muitos outros atletas russos, negou veementemente as acusações.

Ele disse na terça-feira que "é melhor sair agora do que ganhar pontos longe do pedestal" e culpou "o clima político" por seus resultados ruins. A última corrida de Shipulin será na Alemanha no final desta semana.

A seleção russa foi impedida de participar dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018 em Pyeongchang, em fevereiro. O Comitê Olímpico Internacional emitiu convites para 168 russos que competiam sob a bandeira olímpica como “atletas olímpicos da Rússia”.

A polícia austríaca, enquanto isso, disse no início do mês que está investigando 10 membros da equipe russa de biatlo por delitos de doping e fraude supostamente cometidos em torno do campeonato mundial de 2017 na Áustria. Os promotores disseram que os acusados ​​foram formalmente notificados de que estão sob investigação, mas não indicaram os suspeitos.

Shipulin descartou a investigação austríaca como uma "caça às bruxas".

Nenhum atleta russo em qualquer esporte ainda enfrentou processos criminais por uma série de escândalos de doping que levaram a equipe do país a ser suspensa das Olimpíadas de Inverno deste ano.

Foto: AP

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes