Campeã olímpica na maratona do Rio 2016, queniana é suspensa por fraude até 2027

A Federação Internacional de Atletismo (IAAF) suspendeu a maratonista Jemimah Sumgong (KEN) por doping por oito anos.

Sumgong foi campeã olímpica da Maratona nos Jogos de 2016, realizados no Rio de Janeiro.

A queniana foi condenada após falsificar evidencias, fraudando documentos médicos, quando foi acusada pela Agência Queniana de Antidoping (ADAK).

A corredora já havia sido suspensa em 2017, após cair no antidoping para a substância eritropoetina, tendo sido condenada por 4 anos. Na época, Sumgong alegou que recebeu uma transfusão de sangue em virtude de uma gravidez ectópica e que recebeu medicação desconhecida de médico.

Entretanto, após a ADAK entrar em contato com o hospital citado pela maratonista, o chefe do setor reprodutivo desmentiu Sumgong e que ela não esteve lá nas datas mencionadas, sendo que é necessária uma internação de 4 dias nesses casos. Ele também disse que injeção de EPO não é padrão nos casos de gravidez ectópica no hospital.

A suspensão tem início retroativo a 17 de janeiro deste ano.

Foto: Getty Images



Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes