Apneia tenta uma vaga no programa olímpico nos Jogos de 2024

Um novo esporte está batendo na porta dos Jogos de Paris em 2024. Modalidade olímpica nos Jogos de Paris, em 1900, a apneia sonha em reencontrar o seu lugar como um esporte olímpico. A presidente da CMAS (Confederação Mundial de Atividades Subaquáticas), a russa Anna Arzhanova, conheceu o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos (OCOG) Paris 2024 em novembro passado.

"Nós temos o nosso lugar nos Jogos. Primeiro de tudo, porque somos muito diferentes do que é feito. Então, no nosso planeta, há mais da metade da água. A apneia é um esporte radical porque os atletas realizam performances fantásticas e incríveis. Um belo esporte para assistir", cocluiu Anna.

Apenas na França, a disciplina contaria entre 25 e 30 mil praticantes. O problema vem a seguir: duas federações internacionais lutam pela governança/representatividade da apneia. Além do CMAS, criado em 1992, existe uma Associação Internacional para o Desenvolvimento da Apneia (AIDA), que organiza seus próprios campeonatos mundiais.

Foto: Divulgação




Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes