Thomas Bach afirma que nenhuma cidade olímpica está tão preparada quanto Tóquio

O presidente do COI, Thomas Bach, e outros membros do Comitê Olímpico Internacional estão chamando Tóquio de a cidade anfitriã mais bem preparada para receber as Olimpíadas.

Ainda assim, há obstáculos à frente para os Jogos de 2020, apesar de pequenos para os padrões dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016.

John Coates, chefe de uma equipe de inspeção do COI, encerrou três dias de reuniões em Tóquio na quarta-feira e disse que o calor da cidade no verão é uma preocupação crescente.

Os organizadores estão propondo começar a maratona entre 5: 30h e 6 da manha, e mudaram os jogos do rugby sevens também terão o horário alterado.

Os organizadores também estão lutando para manter o orçamento operacional de 600 bilhões de ienes (cerca de US $ 5,3 bilhões) equilibrado com soluções relacionadas ao calor aumentando os custos.

Este é o orçamento com financiamento privado para a execução dos jogos em si e separado de bilhões a mais que os governos estão gastando para preparar a cidade.

“O comitê organizador e o povo do Japão continuam no caminho certo para entregar espetaculares Jogos Olímpicos e Paralímpicos”, disse Coates.

Yoshiro Mori, o presidente do comitê organizador, estava sentado ao lado e foi cauteloso sobre os aplausos.

"Não devemos confiar demais em tais elogios", disse ele por meio de um intérprete. “Ainda devemos nos curvar com firmeza ... Eles nos elogiam, eles nos dão um bom boletim escolar. Mas além disso, quero ser melhor."

Vários meses atrás, Coates contrastou Tóquio com o Rio de Janeiro.

"No Rio, não sabíamos quem estava pagando o que - se era o caso", disse ele.

O orçamento operacional de US $ 5,3 bilhões, financiado pelo governo de Tóquio, obtém renda do COI, vendas de patrocínio doméstico, vendas de mercadorias e vendas de ingressos.

A maior parte da receita é de vendas de patrocínio doméstico, que atingiram cerca de US $ 3 bilhões. Coates e Bach disseram que o entusiasmo das empresas japonesas ajudou a quebrar todos os recordes.

Ainda assim, Coates disse que cerca de 100 milhões de dólares são necessários para atender às exigências orçamentárias.

Coates disse que estava esperançoso de que "não haverá drenagem nos cofres públicos".

Apesar da riqueza do dinheiro privado, o dinheiro público ainda é a espinha dorsal das Olimpíadas de Tóquio.

O restante vem do governo nacional, do governo municipal de Tóquio e de outros governos locais - o que significa que cerca de 75% do financiamento é dinheiro do contribuinte.

Essa realidade contrasta fortemente com a oferta vencedora de Tóquio em 2013, que projetou custos gerais da Olimpíada de 829 bilhões de ienes (US $ 7,3 bilhões).

Foto::AP

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes