Tenistas brasileiros são convocados para a disputa da Copa Davis, em Uberlândia

O Brasil irá com força total em busca de uma vaga no Grupo Mundial da Copa Davis, contra a Bélgica. A seleção brasileira de tênis, comandada pelo capitão João Zwetsch, será formada pelos dois brasileiros mais bem colocados no ranking de simples da ATP, o cearense Thiago Monteiro (123º) e o paulista Rogério Dutra Silva (165º), e terá a forte dupla composta pelos mineiros Bruno Soares (7º) e Marcelo Melo (9º), além do paranaense Thiago Wild (530º), de apenas 18 anos, como quinto jogador. O confronto será disputado nos dias 1 e 2 de fevereiro de 2019 no saibro do Ginásio Sabiazinho, em Uberlândia-MG.

“A equipe está bem formada. Rogerinho e Monteiro são os dois jogadores que tiveram os melhores resultados em 2018. A volta do Bruno também é importante para a equipe. O Bruno e o Marcelo são uma das melhores duplas da Copa Davis nos últimos anos, apesar de o Marcelo Demoliner ter demonstrado que pode suprir uma eventual ausência de um dos dois com qualidade. E o Thiago Wild como quinto jogador, de acordo com nosso critério de sempre chamar um garoto na fase de transição, que tenha qualidade e possa jogar eventualmente”, explicou Zwetsch.

O capitão brasileiro acredita em um confronto duro contra os belgas, que devem ter David Goffin, atual 22 do mundo e ex-top 10, na equipe. Mas Zwetsch aposta no fator casa para fazer a diferença. A última vez que o Brasil jogou em casa na Copa Davis foi em 2016, em Belo Horizonte, quando venceu o Equador por 3 a 1. 

“A gente prevê um jogo muito difícil contra a Bélgica do Goffin, que vem jogando em um nível muito alto nos últimos anos e consequentemente eleva o nível da equipe. Será um confronto difícil, mas o fator local ainda é importante na Copa Davis. O apoio da torcida, a energia que ela traz para dentro do jogo é muito importante. Temos que aproveitar bem isso. Nossa torcida é sempre forte, nos ajuda muito e tenho certeza que dessa vez será da mesma forma”, destacou.

Este será o quarto confronto entre Brasil e Bélgica e a equipe brasileira tentará quebrar o tabu de nunca ter vencido os belgas na Copa Davis. Os europeus venceram os três duelos anteriores, todos em casa, em 1960, em 1993 (quando o Brasil perdeu o mando de quadra) e em 2016.

Caso vença a Bélgica, o Brasil garantirá vaga na fase final da competição, na Espanha, entre os dias 18 e 24 de novembro. Em 2019, a tradicional competição terá novo formato com 18 países disputando o cobiçado troféu em Madri, ao fim da temporada, depois do ATP Finals.

“Jogar em casa para classificar nesse formato novo. Muito bacana para o Brasil. Estou muito feliz em ser chamado e ter a confiança do capitão. Expectativa boa demais de jogar em terras mineiras. Muito especial. Espero que eu e Marcelo possamos contribuir com nosso ponto”, afirmou o tenista de Belo Horizonte, Bruno Soares.

Foto: CBT


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes