Resumo dos Campeonatos Nacionais de Patinação Artística na Europa

Várias disputas intensas e resultados inéditos aconteceram nos Campeonatos Nacionais de Patinação Artística, disputados durante este mês de Dezembro em países europeus. Na Itália a renovação foi a grande novidade, com adolescentes se sagrando campeões nas fortes categorias individuais. Na França, resultados previsíveis mas grandes espetáculos dos vencedores, e em outros países surgiram novos campeões, vagas para torneio ainda seguem sem definição e nomes históricos marcaram presença.

Itália:

O Campeonato Italiano de Patinação Artística neste ano não contou com alguns dos principais nomes das últimas temporadas: no feminino, Carolina Kostner ainda se se recupera de diversas lesões—ruptura de estresse em cartilagens do quadril, tendinite de quadríceps, além das consequências de um acidente doméstico: sofreu entorses ao cair da escada em casa, teve que usar muletas até pouco antes do Natal e já anunciou que não participa nem de shows e nem do do Campeonato Europeu, em janeiro—na Dança no Gelo, Anna Capellini e Luca Lanotte se aposentaram das competições e em pares Ondrej Hotarek e Valentina Marchei encerraram a parceria e não anunciaram retomada de atividades até o momento.

O destaque ficou para a prova masculina, com a disputa entre Matteo Rizzo e Daniel Grassl (foto) pela única vaga do Campeonato Mundial: com um pacote técnico agressivo, incluindo saltos quad lutz e triplo axel em ambos os programas, além de um quad loop no começo e sequências de saltos difíceis na segunda metade do programa longo, Grassl venceu o forte pacote artístico de Rizzo e ficou com a medalha de ouro. Com o resultado Grassl deve representar a Itália no Mundial de Patinação Artística, em Saitama, e ambos os patinadores devem estar presentes no Campeonato Europeu, em Minsk.

No feminino, após uma disputa nervosa, Alessia Tornaghi, segunda colocada no programa curto, conseguiu manter a consistência de performance e ganhou a competição por uma expressiva margem de quase 17 pontos. Lucrezia Beccari, que liderou no programa curto teve duas quedas e por pouco não perdeu a medalha de prata para Lara Naki Gutman, que ficou com o bronze. Ainda não há definição de qual patinadora deve acompanhar Carolina Kostner na disputa do Mundial em Saitama, e mesmo os nomes para o Campeonato Europeu ainda não estão definidos, apesar de existirem especulações.

Em Dança no Gelo, vitória fácil dos favoritos Charlene Guignard e Marco Fabbri, medalhistas de bronze da final do Grand Prix. Em pares, numa disputa com apenas duas duplas competindo, outra vitória fácil dos favoritos Nicole Della Monica e Matteo Guarise.


França:

Um desfile de favoritos, quase sem concorrência: a única categoria onde houve alguma disputa, o individual feminino foi vencida por Maé-Bérénice Méité, que conseguiu uma boa vantagem sobre Laurine Lecavelier no programa curto e venceu o programa livre por uma margem bastante estreita mas suficiente. A categoria individual masculina acabou vencida por Kevin Aymoz por mais de 35 pontos sobre o segundo colocado, Adam Siao Him Fa. Romain Ponsart, considerado favorito ao título chegou à competição com uma contusão nas costas, fez um programa curto com muitos erros e abandonou a disputa.  Em Dança no Gelo e em Pares, show absoluto respectivamente de Gabriela Papadakis/Guillaume Cizeron (foto) e Vanessa James/Morgan Ciprés, que venceram com muita facilidade.


Outros Campeonatos:

Michal Brezina não disputou o individual masculino do Campeonato das Quatro Nações, vencido por outro tcheco, Matyas Belohradsky. Na Dança no Gelo, vitória de Natalia Kaliszek e Maksym Spodyriev, da Polônia. No individual feminino,  categoria mais disputada do campeonato, vitória da polonesa Ekaterina Kurakova (foto), mais uma representante do Toronto Cricket Club treinada pela equipe de Brian Orser. O segundo lugar ficou com a tcheca Eliska Brezinova, integrante da equipe de Rafael Arutyunyan e irmã de Michal Brezina e o terceiro lugar com a húngara Ivett Toth. O melhor resultado da Eslováquia na competição foi o quinto lugar de Nicole Rajicova. Não houve disputa de Pares.

Na Espanha, na Dança no Gelo, vitória de Sara Hurtado e Kirill Khaliavin sobre Olivia Smart e Adrian Diaz ; em pares vitória fácil de Laura Barquero e Aritz Maetsu numa disputa com só duas duplas competindo. No feminino, Valentina Mattos competiu sozinha. No masculino, outra competição com apenas dois concorrentes, Hector Alonso venceu Javier Raya e deve ser o nome que vai acompanhar Javier Fernández no Campeonato Europeu, última competição da carreira do bicampeão mundial e medalhista olímpico de bronze. Raya e Alonso devem representar a Espanha no Campeonato Mundial.

Na Finlândia, a disputa do feminino confirmou a ótima fase de Viveca Lindfors, que venceu Emmi Peltonen na disputa da vaga do Campeonato Mundial: ambas as patinadoras seguem para o Campeonato Europeu. No masculino, uma vitória inesperada de Romain Galay sobre Valtter Virtanen, que perdeu do oponente em detalhes: fez o melhor programa livre, teve a melhor performance artística nos dois dias mas não conseguiu tirar a diferença de pontuação de uma sequência com pequenas falhas no programa curto e um triplo loop com grau de execução positivo de menos de 1 ponto de Galay para um duplo axel com grau de execução básico. Na Dança no Gelo Juulia Turkkila e Matthias Versluis apenas cumpriram tabela, sem a presença de concorrentes. Não houve disputa de Pares.

Na Áustria, no individual masculino, o italiano naturalizado Maurizio Zandron venceu a disputa com Luc Maierhofer, mas ainda é dúvida para participação no Mundial e no Campeonato Europeu pela cláusula de regulamento que exige um tempo mínimo fora de competições internacionais em caso de mudança de cidadania sem pedido de asilo. No feminino, Lara Nicola Roth venceu uma disputa acirrada contra Sophia Schaller. Não houve competição de Dança no Gelo ou duplas em nível senior. Com duas vagas em pares no Campeonato Europeu e uma no Campeonato Mundial, especula-se se a Áustria irá nomear os pentacampeões nacionais Miriam Ziegler e Severin Kiefer, que não participaram do Campeonato Nacional e estão em reorganização de trabalhos após a morte de seu técnico, Jean-François Ballester. Existe também a possibilidade do país renunciar à ambas as vagas, que seriam redistribuídas entre outros países solicitantes.

Na Grã-Bretanha os destaques foram as vitórias de Graham Newberry no masculino, de Lilah Fear e Lewis Gibson na Dança no Gelo e no feminino de Natasha McKay sobre Karly Robertson por menos de 1 ponto de diferença. Em pares, Zoe Jones, que completa 39 anos em janeiro e é a competidora com mais idade no circuito internacional senior de patinação artística cumpriu tabela se apresentando ao lado de Christoper Boyadji e segue para o Campeonato Europeu e para o Mundial.




Fotos: FISG/RMC/MOKSZ

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes