Liga Mundial de Surfe 2018, Etapa de Pipeline - Gabriel Medina conquista o bicampeonato mundial

E o Brasil é mais uma vez o país do surfe. Gabriel Medina brilhou nas míticas ondas de Pipeline e se sagrou bicampeão mundial - o seu primeiro título foi em 2014. Mas o caminho do brasileiro não foi fácil, já que seu principal rival, Julina Wilson (AUS) lutou até o fim e foi até a semifinal. Medina precisava estar na final para garantir o título e ele fez com maestria, com um direito a uma nota 10 por conta de um tubo perfeito. Após vencer Jordy Smith (RSA), Medina comemorou muito e foi para as areias, sendo ovacionado pela torcida.

"Foi um ano muito intenso, estou muito feliz agora. Eu não consigo encontrar palavras, só tenho que agradecer aos meus fãs e para a minha família. Eu sempre venho aqui para fazer o meu melhor, eu acredito nos planos de Deus, eu tenho fé nisso, e eu tive um bom dia. Eu estou muito feliz de ter feito isso novamente. Isso é para o Brasil" disse Medina logo após sair da água.

Na final, Medina encontrou o rival Wilson e com duas ondas quase perfeitas, derrotou o australiano por 18.34 a 16.70. Foi a 12ª vitória de Medina na Liga Mundial e a primeira vitória dele em Pipeline.

O Brasil acabou levando outro título no Havaí: Jesse Mendes venceu a tríplice coroa havaiana, com a melhor pontuação nas três principais provas havaianas, sendo que Pipeline é a única que vale para a Liga Mundial de surfe. 

Depois de Medina, o melhor brasileiro foi Yago Dora, que caiu nas quartas de final para Kelly Slater (USA). Filipe Toledo, que também disputava o título caiu para o mesmo Slater, mas na terceira rodada, terminando o campeonato na terceira colocação


foto: Reprodução/WSL

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes