Estrela do badminton sul-coreano é acusada de falsificação de registro de serviços comunitários

A estrela sul-coreana do badminton, Lee Yong-Dae está envolvido em uma controvérsia sobre falsificação de registros de serviços comunitários, o atleta negou qualquer irregularidade.

Lee disse que ele voluntariamente relatou erros em seus registros de serviço comunitário à Administração de Recursos Humanos Militar (MMA) na sexta-feira passada, mas refutou alegações de que ele havia intencionalmente manipulado os documentos.

"No processo de registrar meus registros de serviços comunitários, houve alguns erros no tempo de deslocamento, tempo de serviço, nome do local do serviço e falta de dados fotográficos", disse Lee através de seu clube, Yonex.

Os homens sul-coreanos são obrigados a prestar serviço ao exército por cerca de 2 anos. Mas os ganhadores de medalhas olímpicas ou medalhas de ouro nos Jogos Asiáticos estão isentos do serviço militar obrigatório e são obrigados a realizar 544 horas de serviço comunitário relacionado a esportes durante 34 meses. A lei do serviço comunitário foi designada em julho de 2015.

Lee, de 30 anos, ganhou sua isenção de serviço militar depois de ganhar uma medalha de ouro nas duplas mistos nas Olimpíadas de Pequim em 2008. Mas ele foi registrado como personalidade do esporte apenas em 2016 depois de se aposentar da equipe nacional.

"Fui selecionado como um esportista com um grande privilégio, então sempre achei importante concluir meu dever de serviço comunitário com sinceridade", disse ele. "Em caso de erro no tempo de serviço, eu fiz um adicional de 25 horas de serviço e completei o serviço em 569 horas."

No entanto, alguns meios de comunicação locais relataram recentemente que as mesmas fotos foram usadas em datas diferentes nos documentos de Lee, levantando suspeitas de que ele havia inventado seu tempo de serviço.

Lee disse que as acusações podem ser provenientes de erros administrativos.

Outros atletas sul-coreanos foram acusados de fraudar registros para "fugir" do serviço.

Foto: Yonhap


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes