Disputa pela vaga olímpica no Judô brasileiro após o Grand Slam de Osaka

No último final de semana aconteceu o Grand Slam de Osaka (JPN) e alguns judocas brasileiros subiram ao tatame. A lista de classificados vai se modificando conforme cada competição, em que há distribuição de pontos. 

O destaque fica por conta da acirrada disputa na categoria masculina -66kg, entre Charles Chibana (20º) e Daniel Cargnin (14º), assim como a categoria +78kg feminina, entre Maria Suelen Altherman (7º) e Beatriz Souza (9º). Notícia boa também no -73kg masculino, em que Eduardo Barbosa aparece provisoriamente entre os classificados, status que não possuía na última lista. 

O alerta mais uma vez fica por conta dos pesos pesados. A categoria que mais rendeu bons resultados ao judô masculino nos últimos anos não engrenou ainda na corrida olímpica e, atualmente, nenhum atleta estaria classificado para Tóquio. A expectativa fica por conta do Masters, que distribuirá uma boa pontuação e pode fazer com que os pesos pesados Rafael Silva e David Moura se recuperem.
Vale a pena lembrar que um total de 386 atletas podem se classificar para a disputa do judô nos Jogos Olímpicos de Tókio/2020. Cada confederação poderá inscrever, no máximo, 14 judocas (um em cada divisão). A lista completa será formada em 25 de maio de 2020.

Vejamos como está a disputa como atualmente, após a competição no Japão:

CATEGORIAS MASCULINAS

(-60kg)

Eric Tabatake (14º) 531 pontos (classificado diretamente)
Phelipe Pelim (25º) 357 pontos (não classificado)
Felipe Kitadai (40º) 182 pontos (não classificado)
Renan Torres (41º) 175 pontos (não classificado)
Raphael Miaque (86º) 50 pontos (não classificado)

(-66kg)

Daniel Cargnin (14º) 542 pontos (classificado diretamente)
Charles Chibana (20º) 387 pontos (classificado diretamente)*
Michael Marcelino (37º) 245 pontos (não classificado)
Diego Santos (97) 59 pontos (não classificado)
Obs.: Nesse caso, estando Daniel Cargnin e Charles Chibana classificados, a CBJ poderia decidir qual dos dois iria aos Jogos Olímpicos.

(-73kg)
Eduardo Barbosa (24º) 388 pontos (classificado diretamente)
Marcelo Contini (47º) 186 pontos (não classificado)

(-81kg)

Victor Penalber (26º) 368 pontos (classificado pela cota continental)
Eduardo Yudy (51º) 160 pontos (não classificado)
Guilherme Schimidt (73º) 91 pontos (não classificado)
João Macedo (89º) 59 pontos (não classificado)
Luanh Rodrigues (91º) 56 pontos (não classificado)
Tiago Pinho (99º) 56 pontos (não classificado)

(-90kg)
Rafael Macedo (23º) 368 pontos (classificado diretamente)

(-100kg)
Rafael Buzacarini (14º) 572 pontos (classificado diretamente)
Leonardo Gonçalves (30º) 301 pontos (não classificado)
Lucas Lima (67) 91 pontos (não classificado)

(+100kg)
Ruan Isquierdo (29º) 217 pontos (não classificado)
Rafael Silva (34º) 190 pontos (não classificado)
David Moura (45º) 139 pontos (não classificado)
André Soares (71º) 56 pontos (não classificado)
Obs.: Em tese, a mais forte categoria masculina do Brasil, atualmente, está fora das vagas. Rafael Silva e David Moura disputarão o Masters da China e podem melhorar esse ranking.

CATEGORIAS FEMININAS

(-48kg)

Gabriela Chibana (17º) 438 pontos (classificada diretamente)
Sarah Menezes (36º) 185 pontos (não classificada)
Laura Ferreira (51º) 91 pontos (não classificada)
Nathália Brígida (78º) 45 pontos (não classificada)

(-52kg)
Erika Miranda (16º) 503 pontos (aposentou-se)
Jéssica Pereira (17º) 493 pontos (classificada diretamente)
Eleudes Valentim (31º) 245 pontos (não classificada)

(-57kg)
Rafaela Silva (6º) 892 pontos (classificada diretamente)
Tamires Crude (73º) 56 pontos (não classificada)
Kamila Silva (76º) 45 pontos(não classificada)

(-63kg)
Alexia Castilhos (21º) 430 pontos (classificada diretamente)
Ketleyn Quadros (33º) 252 pontos (não classificada)
Yanka Pascoalina (55º) 98 pontos (não classificada)
Ryanne Lima (67º) 56 pontos (não classificada)

(-70kg)
Maria Portela (14º) 542 pontos (classificada diretamente)
Ellen Santana (46º) 132 pontos (não classificada)
Amanda Oliveira (47º) 129 pontos (não classificada)

(-78kg)
Mayra Aguiar (7º) 741 pontos (classificada diretamente)
Samanta Soares (19º) 525 pontos (classificada diretamente)
Camila Ponce (41º) 126 pontos (não classificada)
Nathália Parisoto (54º) 59 pontos (não classificada)

(+78kg)
Maria Suelen Altherman (7º) 780 pontos (classificada diretamente)
Beatriz Souza (9º) 760 pontos (classificada diretamente)
Luíza Cruz (40º) 91 pontos (não classificada)
Camila Yamakawa (84º) 3 pontos (não classificada)

Obs.: Nesse caso, estando Maria Suelen Altherman e Beatriz Souza classificadas, a CBJ poderia decidir qual das duas iria aos Jogos Olímpicos.

Entre os times, o IJF aponta que o Brasil estaria classificado, devido conter representantes nas categorias exigidas para disputa em equipes.

Foto: CBJ



Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes