Serena Williams é escolhida como 'mulher do ano' por revista e causa controvérsia nos Estados Unidos

Fãs de Serena Williams nos Estados Unidos não gostaram da capa da revista americana 'GQ' que escolheu a tenista Serena Williams como a 'mulher do ano'. A eleição em si não foi o problema, mas sim a capa da revista, onde se vê no título da capa a palavra 'men' riscada e a palavra 'women' entre aspas. Muitos acharam que foi desrespeito à Serena, que já sofreu inúmeras acusações na carreira de ser uma atleta 'masculinizada' e a capa reforçaria essa ideia. 



no ano passado, Serena chegou a falar sobre isso na rede social reddit: "Eu fui chamada de homem porque aparentava ser forte. Já foi dito que eu uso drogas (não, eu sempre tive muita integridade para nunca me comportar de maneira desonesta a fim de obter vantagem). Foi dito que eu não pertenço aos esportes femininos - que eu tenho que jogar com os homens - porque eu pareço ser mais forte do que muitas outras mulheres. (Não, eu apenas trabalho duro e nasci com esse corpo f*dão e me orgulho disso)."

O Editor da revista 'GQ' Mick Rouse explicou nas redes sociais a capa, afirmando que ela foi feita pelo designer Virgil Abloh, o mesmo que colaborou a coleção "Queen" da Nike que Serena usou no US Open, com as palavras  entre aspas LOGO no ombro esquerdo e SERENA na manga esquerda (foto abaixo). "As aspas fazem parte do seu estilo" dise Mick.


Outras pessoas ainda questionam a escolha de Serena como mulher do ano, após o descontrole da atleta na final do US Open desse ano, onde discutiu asperamente com o juiz sobre estar recebendo ajuda do seu treinador, onde até chegou a dizer que foi vítima de sexismo por parte do juiz, afirmando que se fosse um homem ele não agiria dessa forma. 

Até o momento, Serena Williams não comentou sobre a capa.

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes