Roger Federer não vê motivos para mudar o ATP Finals de cidade

Roger Federer gostaria que o ATP Finals permanecesse em Londres depois de 2020, a menos que haja um argumento convincente para mudar o torneio.

O suíço venceu dois de seus seis títulos no evento na O2 Arena, em Londres, onde o prestigiado jogador da ATP vem jogando com multidões desde 2009.

Apesar da popularidade do local de Londres com fãs e jogadores, a ATP anunciou em agosto que estava convidando propostas de outras cidades-sede para 2021 em diante.

"Acho que, se ficarem em Londres, é definitivamente uma boa escolha", disse o campeão de Grand Slam, de 37 anos, em uma nova conferência na sexta-feira, enquanto se preparava para a sua 16ª aparição.

"Eu não sei quais são as opções. Mas se a O2 está feliz e as multidões continuam se reunindo e vindo para este local e o Tour tem um bom negócio, obviamente, por que não ficar aqui?"

“Eu não vejo razão para mudar, a menos que haja outra pessoa, uma cidade que realmente a queira e esteja disposta a vir e realmente apoiar o Tour de uma maneira importante por muitos anos, como o que vimos com Xangai e também talvez com Londres no começo. Tem sido uma fórmula vencedora aqui."
A ATP Finals, como é agora conhecida, começou em Tóquio em 1970 e passou seis anos na estrada antes de uma temporada de 13 anos em Nova York e uma permanência de seis anos em Frankfurt antes de passagens por Hanover, Lisboa, Sydney, Houston e Xangai.

Desde então, estabeleceu raízes em Londres, onde um total de 2,3 milhões de fãs se reuniram no local para o evento de uma semana.

Novak Djokovic, que retorna à O2 como número um do mundo, conquistou o título em Londres entre 2012 e 2015, e apesar de o local ter servido bem para ele, ele acredita que uma mudança de sede pode ser benéfica para o evento.

Foto:Reuters

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes