Por problemas de documentação, Giba não comparece à cerimônia de sua entrada ao hall da fama do Vôlei

Giba se tornou o décimo quinto brasileiro a figurar no hall da fama do voleibol, que fica na cidade de Holyoke (USA). Porém a cerimônia de entrada dos indicados de 2018 no último sábado (10) não teve a sua presença por motivos de agenda. 

Giba estava em um evento da Federação internacional de Vôlei (FIVB) no mesmo dia e segundo ele contou nas redes sociais, Giba chegou a comprar as passagens passagens aéreas para estar presente no evento, mas, por conta de problemas com documentos, não pôde embarcar.

O brasileira foi representado pelo melhor amigo 'Dega', que conhece o astro brasileiro desde a infância, foi quem subiu no palco para receber a homenagem. A cerimônia contou com vídeo passando pelas glórias do ex-jogador e Joop Alberda, holandês que também é membro da Hall da Fama, fez um discurso sobre os feitos.

"Comprei as passagens, fui para o aeroporto, mas, infelizmente, por conta de documentação, não consegui embarcar ! Fiquei muito triste, seria uma honra estar presente em todo o evento! Mas serei bem representado por um amigo (irmão) de infância, Dega, que foi a primeira pessoa que eu abracei após o título olímpico em 2004! Obrigado por essa força, irmão. "

lém de Giba, a turma de nomeados de 2018 conta com a ex-jogadora russa Evgenia Artamonova Estes, o ex-jogador holandês Bas van de Goor, o técnico neozelandês Hugh McCutcheon e o dirigente japonês Hiroshi Toyoda.

Giba é o 15º brasileiro a entrar para o Hall da Fama. Da quadra, estão no grupo Ana Moser, Fofão, Nalbert, Maurício, Bernard Rajzman e Renan dal Zotto, hoje técnico da seleção brasileira masculina. Da praia, receberam a honraria Emanuel, Loiola, Adriana Behar, Shelda, Jackie Silva e Sandra Pires. O técnico Bebeto de Freitas e o ex-dirigente Carlos Arthur Nuzman completam a lista de brasileiros nomeados.


foto: Getty Images

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes