Polo Aquático do Brasil faz a dobradinha no Sul-Americano de Esportes Aquáticos

O Polo Aquático do Brasil fez no domingo (4) a dobradinha na disputa da modalidade do Sul-Americano de Esportes Aquáticos, que foi realizada em Trujillo (PER).

A seleção brasileira masculina derrotou a Argentina por 9 a 8. A partida começou com as duas equipes se estudando. Os argentinos saíram na frente, mas o Brasil conseguiu virar ainda no primeiro quarto. Os argentinos ainda empataram no primeiro período que terminou em 2 a 2. No segundo quarto, o Brasil conseguiu tomar a frente do placar e fechou o tempo com 5 a 3.

No terceiro quarto, o Brasil conseguiu ampliar sua vantagem em 7 a 3, mas os argentinos se recuperaram no placar, e o quarto foi finalizado em 8 a 6 para o Brasil. No último quarto, com várias exclusões dos dois times e um jogo tenso, a seleção brasileira conseguiu a vitória por 9 a 8.

“Jogo digno de final de Sul-Americano. A equipe da Argentina se prepara para os Jogos Pan-Americanos do ano que vem e vem em uma crescente boa. Conseguimos o título que é muito importante para a gente e para o Pólo Aquático brasileiro que precisava deste prêmio”, falou o técnico André Avallone.

“Fiquei muito certo que o nosso time ia ganhar. Parabéns à Argentina, que jogou muito bem hoje. Nós chegamos como favoritos e conseguimos chegar ao título. É muito difícil que isso aconteça. É só início de um projeto muito longo de um projeto que é chegar aos Jogos Olímpicos”, disse o capitão Slobodan Soro.

Feminino também leva o ouro
A seleção brasileira feminina ganhou da Venezuela por 16 a 4. A partida começou nervosa para as duas equipes, que perderam chances nos minutos iniciais do jogo. Até sair o gol da capitã Marina Zablitch dando tranquilidade à seleção brasileira, vencedora do primeiro quarto por 2 a 1. No segundo quarto, com a marcação encaixada e contra-ataques velozes, o Brasil ampliou o placar para 6 a 2.
No terceiro quarto e com vantagem no placar, o Brasil conseguiu controlar as ações do jogo, dando poucas chances à Venezuela. O terceiro quarto terminou 10 a 3 para as brasileiras. No último quarto e com a vitória encaminhada, a seleção brasileira ainda ampliou o placar para 16 a 4.

“A gente veio atrás disso e fez o que, na minha opinião, foi o correto e fez a diferença: trabalhamos jogo a jogo. Chegamos à final, fizemos uma marcação muito boa neste duelo decisivo e saímos com o título”, disse o técnico Duda Abla.
“A gente treinou muito para chegar aqui e fizemos um jogo muito bom. Perfeito. Conseguimos executar tudo o que planejamos para chegar à final e conquistar o título da competição”, falou Mylla Bruzo.

Foto: CBDA/SSPress


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes