Morre Jesús Morlán, treinador da seleção brasileira de canoagem velocidade

O esporte brasileiro está de luto. Morreu neste domingo o técnico espanhol Jesús Morlán, que comandava a seleção brasileira de canoagem velocidade e ajudou a revelar nomes como Isaquias Queiroz e Erlon Souza, medalhistas nos jogos olímpicos Rio 2016. 

Jesús Morlán, de 52 anos, morreu por conta de complicações do tumor no cérebro descoberto no fim de 2016 e que vinha tratando desde então. O treinador passou por uma cirurgia, além de intenso tratamento nos últimos anos com uso de quimioterapia e radioterapia, entre outras tentativas.

Morlán é considerado um dos melhores técnicos da história da canoagem. Ele treinou a equipe espanhola e  levou o canoísta David Cal a conquistar cinco medalhas em Jogos Olímpicos (um ouro e quatro pratas) e se tornar o atleta espanhol com mais medalhas olímpicas em toda história do país. Em 2013 assumiu a equipe brasileira e fez de Isaquias Queiroz o grande astro da canoagem, culminando com a conquista com três medalhas nas olimpíadas do Rio de Janeiro, além de 10 medalhas em mundiais.

A esposa de Jesús Morlán, Tania Ospina, que mora na Colômbia, chega ao Brasil ainda neste domingo (11) para a cremação do corpo de Jesús. As cinzas serão levadas para a Colômbia, como era o desejo do treinador. O Comitê olímpico brasileiro decretou luto de três dias. 


foto: COB/Divulgação

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes