"Minions" da Indonésia e Kento Momota voltam a vencer no Aberto da China de Badminton

Grandes jogos marcaram as finais do Aberto da China, última etapa deste ano da série Syper 750 do Badminton. Em jogos muito disputados nas partidas de duplas masculinas, mistas e no individual masculino, vitórias dos líderes do ranking Gideon/Sukamuljo, Zheng/Hwang e Kento Momota. Nas categorias femininas, as primeiras vitórias na temporada de Chen Yufei e da dupla Lee/Shin.

No feminino, a chinesa Chen Yufei fez valer a regularidade e a constância de suas performances e treinamentos: ganhando posições metodicamente no ranking ao longo do ano e agora jogando em casa, Chen avançou pelas chaves com vitórias bem calculadas e salvou forças para a final contra a oponente Nozomi Okuhara, do Japão, medalha de bronze nas Olimpíadas do Rio de Janeiro-2016 e uma das favoritas para a final do Badminton World Tour. A estratégia para desarmar o jogo da antiga nemesis—Okuhara havia vencido os três jogos contra Chen nas ocasiões em que se enfrentaram—deu certo: descansada e precisa, a chinesa de 20 anos despejou todo um arsenal de smashes de alta velocidade, não deixando chance para a oponente, que em meio ao ataque se perdeu em erros tentando reagir. Vitória de Chen em dois games de 21-10 e 21-16, comemorada com um grito: primeira vitória na série Super 750, após quatro segundos lugares nesta temporada.

No masculino, após a surpreendente da derrota nas quartas de finais do Aberto de Paris, o japonês Kento Momota, líder do ranking da BWF voltou a vencer, derrotando o taiwanês Chou Tien Chen em três games, parciais de 21-13, 11-21 e 21-16. Uma partida bstante exaustiva, disputada principalmente em lances de defesa ousados e rallyes de jogadas em cima da rede.

Em duplas mistas, mais um título de Zheng Siwei e Huang Yaqiong, da China, que assim se tornaram vencedores de todos os torneios na temporada de Super 750. Mas mesmo com o histórico e o franco favoritismo, a dupla não encontrou facilidade contra os compatriotas Wang Yilyu e Huang Dongping, que endureceram o jogo no segundo game, venceram com folga e lutaram até o final no terceiro game, não deixando Zheng e Huang tomar distância no placar. Mas prevaleceu a eficácia cirúrgica dos líderes do ranking nos ataques finais: vitória com parciais de 21-15, 11-21 e 21-19.

Nas duplas femininas e masculinas, jogos intensamente disputados marcaram as finais. No feminino, as coreanas Lee SooHee e Shin SeungChan impediram que o Japão ficasse com todas as vitórias da temporada em um jogo nervoso onde logo no começo tiveram que salvar dois game points contra as japonesas Mayu Matsumoto e Wakana Nagahara. Lee e Shin lutaram e venceram, em duas parciais de 23-21 e 21-18. 

Nas duplas masculinas, os "minions" Marcus Fernaldi Gideon e Kevin Sanjaya Sukamuljo, da Indonésia também ganharam com disputa acirrada contra os chineses He Jiting e Tan Qiang: Gideon e Sukamuljo perderam o primeiro game após defender seis game points, mas voltaram com uma estratégia de contra-ataques e pressão sobre os oponentes. Vitória de virada em parciais de 25-27, 21-17 e 21-15, em 58 minutos de partida. "Os chineses eram fortes. No segundo e terceiro games nós fomos melhores em antecipar seu jogo e estávamos preparados para seus ataques. Estamos felizes em vencer essa dupla jovem, mas precisamos melhorar um monte de coisas porque fizemos muitos erros", comentou Gideon após a partida.

A próxima competição com a elite do badminton mundial é o Aberto de Hong Kong, válido pela série Super 500. As finais estão programadas para o dia dia 18 de Novembro.


Foto: BWF

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes