Equipe do Comitê Olímpico dos EUA examina candidatas à sede dos Jogos de Inverno

Uma equipe de avaliação do Comitê Olímpico dos EUA (USOC) visitou na semana passada para Denver, no Colorado e para Salt Lake City, em Utah para inspecionar as instalações que as cidades dispõem para uma futura candidatura dos EUA à sede das Olimpíadas de Inverno. As cidades propuseram pré-candidaturas à sediar os Jogos no futuro, estando abertas inclusive a uma possível nomeação emergencial para 2026. Um terceiro projeto—o da candidatura conjunta de Reno-Tahoe, entre os estados da California e Nevada—foi cancelado pelos próprios organizadores. 

Tanto Denver quanto Salt Lake City já foram escolhidas como sede dos Jogos Olímpicos de Inverno no passado. Salt Lake City abrigou os jogos de 2002, enquanto a população votante de Denver em 1976 rejeitou a realização das Olimpíadas de Inverno na cidade depois de ter sido escolhida, ao não concordar que um orçamento de US$ 5 milhões saísse dos cofres públicos para custear o evento.

Para estudar a viabilidade da realização de Jogos Olímpicos de Inverno com dinheiro da iniciativa privada, líderes de negócios no Colorado formaram um comitê de pesquisa, que avaliou em US$ 2 bilhões os custos envolvidos no evento. O projeto ainda dependeria de aprovação do governo e pode ser votado em referendum em 2020.

Em Utah, uma pesquisa foi feita com a população do estado e mostrou uma aprovação de 89% à uma possível realização dos jogos em Salt Lake City. Um estudo de plausibilidade foi realizado, e revelou que boa parte das estruturas usadas para as Olimpíadas de Inverno de 2002 estão em boas condições de conservação, muitas já atendendo padrões atuais do COI, e o custo de realização dos Jogos seria de US$ 1.29 bilhão, dispensando a construção de novos espaços.

A possibilidade de realização dos Jogos Olímpicos de Inverno nos EUA pode ser a solução para o COI, que está sob o risco de ficar sem candidaturas para 2026. Apenas as candidaturas de Milão/Cortina D'Ampezzo (Itália) e Estocolmo (Suécia) continuam na disputa, e ainda dependem da aprovação de garantias de verbas da parte dos governos federais. 

As propostas dos EUA no entanto podem esbarrar em um problema interno, que é a garantia de direitos exclusivos de marketing e receita de patrocínios domésticos relativos a Jogos Olímpicos para o comitê organizador dos Jogos de Los Angeles-2028. Essa decisão estará vigorando em 2026 e pode causar problemas para a realização de uma outra Olimpíada em outras cidades. A USOC, oficialmente, está selecionando cidades com vistas à candidaturas para 2030. Mas espera ser possível negociar os termos do acordo já existente para 2026, caso seja necessário.

A escolha da cidade representante dos EUA para disputar a realização dos Jogos Olímpicos de Inverno deve ser anunciada em dezembro.





Foto: Utah Olympic Oval

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes