Copa do Mundo de Ginástica - Etapa de Cottbus: Último Dia

O Brasil dominou a categoria feminina da FIG Individual Apparatus World Cup, que acontece em Cottbus, na Alemanha. Além da vitória de Rebeca Andrade no salto e a prata nas assimétricas, o Brasil levou para casa outras quatro medalhas no total ontem (25). Entre os homens, a única chance restante dos ginastas brasileiros ganharem medalha, com Arthur Nory na barra fixa, não se concretizou.

Na trave, a favorita era Flávia Saraiva, que se classificou em primeiro lugar. Porém, uma serie mais limpa – com menos erros – levou outra brasileira para o alto do pódio. Rebeca Andrade conseguiu 13.766 e faturou sua segunda medalha de ouro na competição e terceira medalha em três disputadas. Flavinha ficou em segundo lugar, com a nota de 13.266. Em terceiro, ficando com a medalha de bronze, Diana Varinska (UKR/13.200).

O outro aparelho com disputas no feminino foi o solo. Duas brasileiras estavam na disputa e as duas medalharam. Flavinha Saraiva, finalista no mundial desse ano, fez belos 14.100 e garantiu o ouro. Jade Barbosa ficou em segundo lugar, com a nota de 13.550. Nova dobradinha do Brasil. Marta Pihan-Kulesza (POL/13.433) completou o pódio.

O Brasil ainda teve outra chance de medalha. Arthur Nory, que se classificou com a segunda melhor nota, foi para a final da barra fixa. Porém, o brasileiro não repetiu sua primeira apresentação e com uma nota de 13.033 ficou apenas em 7º lugar. O tricampeão mundial, Epike Zondeland (NED/14.866), garantiu o ouro e foi seguido por Tin Srbic (CRO/14.733) e Hidetaka Miyachi (JPN/14.533).

Outras duas finais no masculino. Oleg Verniaiev (UKR) foi ouro nas barras paralelas com 15.000. Dmitrii Lankin (RUS/14.766) e Ferhat Arican (TUR/14.666) completaram o pódio. Enquanto isso, no salto, outro ucraniano roubou a cena. Igor Radivilov foi ouro com 14.941, seguido de Mingqi Huang (CHN/14.833) e Loris Frasca (FRA/14.733).

A Copa do Mundo de aparelhos é uma novidade no calendário da FIG (Federação Internacional de Ginástica), na qual podem participar atletas especialistas ou não. A etapa de Cottbus foi a primeira de uma série de oito campeonatos a serem realizados até 2020. Os ginastas que somarem mais de três participações poderão buscar a classificação para a Olimpíada de Tóquio (JAP).

Foto: CBG

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes