Comitê Olímpico dos Estados Unidos inicia processo para revogar o status da Federação de Ginástica do país

O Comitê Olímpicos dos Estados Unidos (USOC) anunciou nesta segunda-feira (5) que tomou os primeiros passos para revogar o status da USA Gymnastics como federação nacional da Ginástica  no país.

Na carta enviada pela CEO do USOC, Sarah Hirshland, ela diz que reconhece que a USA Gymnastics está com dificuldades para mudar os hábitos, reconstruir a sua liderança e efetivamente servir aos seus membros.

A noticia vem semanas após a renuncia da então CEO interina Mary Bono, pressionada após criticas e questionamentos de ginastas como Simone Biles (USA) sobre qual a mensagem seria enviada as atletas abusadas pelo ex-médico da seleção, Larry Nassar.

Com o processo aberto, será criado um painel para analisar o caso e serão tomados depoimentos. Um relatório será feito e uma recomendação será feita. Caberá a mesa executiva da USOC, em votação, decidir se revoga ou não pelo revogação do status da federação de ginástica.

A decisão vem logo após o Mundial de Ginástica, encerrado no sábado (3) em Doha, com mais um fabuloso desempenho de Biles, que conquistou quatro ouros.

Foto; Divulgação


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes