Comitê Olímpico Australiano preocupado com cortes de verbas para Tóquio 2020

Cortes de verbas anunciado para vários esportes olímpicos causarão "enormes problemas" na construção de uma equipe sólida e forte para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, afirmou o Comitê Olímpico Australiano (AOC).

O Instituto Australiano do Esporte (AIS) confirmou que vários esportes receberam aumentos, mas outros, de menor expressão, com menor chance de medalhas, foram reduzidos.

Atletismo, vela, ginástica, pólo aquático e vôlei estão entre os esportes que terão seu financiamento reduzido pelo AIS como parte de sua estrutura de investimento de alto desempenho.

Tênis de mesa e natação artística estão na lista de disciplinas que terão a totalidade de recursos cortado, devido à falta de medalhas em Tóquio 2020.

As mudanças no atual modelo de financiamento foram duramente criticadas pelo chefe-executivo do AOC, Matt Carroll: "Seria ingênuo pensar que os atletas de alto rendimento podem desfrutar de sua melhor preparação quando há pressão financeira sobre treinamentos, programas, competições e aumento de custos".

"A AOC continuará a argumentar que o investimento do governo no esporte não é diferente do investimento em qualquer outra indústria - os dividendos são diferentes, mas não menos importantes para a economia do país".

O financiamento tem sido uma questão contenciosa no esporte australiano nos últimos anos e foi fundamental para uma disputa entre o presidente da AOC, John Coates, e o presidente da Sport Australia, John Wylie.

O anúncio mais recente verá mais dinheiro injetado em esportes como rugby sevens e futebol feminino, enquanto o Instituto Olímpico de Inverno da Austrália também receberá um aumento de quase 2,3 milhões de dólares australianos (1,3 milhões de libras / 1,7 milhão de dólares) nos próximos dois anos.

Um total de 12 programas de alto desempenho devem se beneficiar do financiamento adicional do AIS apoiado pelo governo.

"Os esportes que estão elevando o desempenho através de planos estratégicos bem pensados, empregando treinadores e promovendo melhorias em seus sistemas se viram abandonados ou enfrentando grande incerteza", acrescentou Carroll.

“O COA solicitou o financiamento adicional para evitar essa situação. Pedimos insistentemente ao governo que fornecesse financiamento diretamente para os esportes através da Sport Australia. Reitero, isso não é dinheiro para o COA, nem para levar a equipe a Tóquio, já que somos financeiramente independentes. A preocupação é com o investimento extra nos esportes, que deve ser a prioridade", finalizou.

Foto: Getty Images


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes