Calgary oficialmente desiste de sediar os Jogos Olímpicos de Inverno de 2026

Agora é oficial: Calgary está fora da disputa por sediar os Jogos Olímpicos de Inverno de 2026. Após o referendo de 13 de Novembro, onde 56.4% da população votou contra à realização das Olimpíadas de Inverno na cidade, a Câmara dos Vereadores de Calgary, por unanimidade votou por encerrar o projeto.

O projeto de sediar as Olimpíadas De Inverno de 2016 na cidade canadense começou a ruir com as primeiras divulgações de orçamento, estimado em CAD 5.1 bilhões (US$ 3.83 bilhões) e das alegações de falta de transparência na condução do projeto. Já sob forte oposição apurada em pesquisas, o projeto olímpico de Calgary passou numa primeira votação na Câmara dos Vereadores por margem estreita, mas condicionado à realização do referendo público. Antes da votação do dia 13, os organizadores ainda tentaram reforçar a proposta com a divisão da responsabilidade de hospedar os jogos com a cidade vizinha Canmore. 

O resultado deixa o COI com apenas duas candidaturas oficiais para sede dos jogos, faltando dois meses para o encerramento do prazo para a apresentação de interessados: Estocolmo, na Suécia e Milão-Cortina D'Ampezzo, na Itália. Ambas as propostas enfrentam problemas, como falta de verbas para o cumprimento dos orçamentos, falta de garantias governamentais e no caso de Estocolmo, forte rejeição popular já apontada em pesquisas.

Alguns trabalhos relativos ao projeto olímpico de Calgary-2026 devem continuar até a metade de Janeiro de 2019, quando um relatório definitivo dos gastos já feitos deve ser apresentado. A Câmara dos Vereadores também aprovou, por 14 votos a favor e 1 contra que seja feita solicitação à Prefeitura, ao Governo da Província de Alberta e ao Governo Federal que cumpram o compromisso assumido de liberação de fundos para a cidade relativos aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Inverno, um valor de mais de CAD 2 bilhões (US$ 1.5 bilhões). 

Nessa votação, a vereadora Diane Colley-Urquhart se opôs, declarando que a solicitação era "insensata", e explicou "É uma tentativa débil de preservar a dignidade. Agora que derrubamos a proposta e não vamos continuar com as Olimpíadas, ainda queremos seu dinheiro? Achar que a gente pode ir e pedir ao Governo Federal para ainda manter um compromisso de 1 bilhão e meio, ainda pedir para a província mais os 700 milhões...não tenho palavras. É um conceito bem, bem interessante." A premier da província de Alberta, Rachel Notely, aparentemente já rejeitou a ideia de seguir com o investimento relativo às Olimpíadas de Inverno e disse que a cidade teria que passar pelos mesmos processos de qualquer outra para obter apoios financeiros.

O prefeito de Calgary, Naheed Nenshi disse estar de acordo com a cessação de envio de fundos de parte dos governos federal e provincial e entender isso como consequência da desistência do projeto olímpico, mas que irá solicitar que a cidade fique com os CAD 30 milhões (US$ 22.56 milhões) de dinheiro público já depositados num fundo, criado para custear a realização dos Jogos: "Esse é dinheiro para a cidade de Calgary para esportes e planejamento esportivo, e devemos ficar com ele. Não propus a oferta da cidade dando um cheque caução para a Província e para o Governo Federal pedirem reembolso". 


O Chefe de Administração da cidade, Jeff Fieding, comentou com ironia o encerramento da candidatura Calgary 2026: "Essa foi a primeira votação unânime no assunto Olimpíadas. Parabéns."


Foto: Postmedia

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes