Sistema de revisão de vídeos será testado em torneio de Tênis em Milão

Um sistema de revisão de vídeos estará disponível para árbitros e jogadores pela primeira vez em um torneio de tênis, na edição deste ano da Next Gen Finals da ATP, que será realizada em Milão (ITA) no próximo mês. A informação foi confirmada pela entidade.

Usando a tecnologia Hawk-Eye, a Revisão de Vídeo dará aos jogadores a chance de desafiar as decisões de julgamento do árbitro, tais como se uma bola quicou duas vezes ou se um jogador inadvertidamente fez um golpe duplo ilegal.

Isso significa que o tênis seguiu o exemplo do futebol, do vôlei, da NFL e da NBA ao usar o famigerado “Árbitro de Vídeo” para ajudar a tomar decisões corretas.

Embora raros, tais incidentes causaram polêmica no tênis, mais recentemente em Wimbledon, neste ano. Na ocasião, Novak Djokovic ficou enfurecido depois que o adversário da terceira rodada, Kyle Edmund, foi premiado com um ponto, apesar dos replays da televisão mostrarem claramente que ele não havia conseguido um drop-shot em Djokovic.

"O Video Review dará aos jogadores uma nova ferramenta que melhorará ainda mais a arbitragem em nosso esporte", disse o presidente executivo da ATP, Chris Kermode.

A tecnologia de revisão Hawk-Eye para verificar bolas de linha tem sido utilizada por uma longa data do tênis profissional. No torneio do próximo mês, os árbitros também poderão analisar as decisões de julgamento por meio de um tablet na própria cadeira. Os jogadores terão acesso ilimitado ao novo sistema.

"Controvérsias com esses tipos de decisão são raras, mas quando ocorrem, podem ser particularmente perturbadoras para os jogadores", disse em comunicado Gayle David Bradshaw, vice-presidente executivo da ATP.

"Não esperamos muitos desafios, mas, caso surjam, essa tecnologia garantirá que a decisão correta seja tomada", acrescentou Bradshaw.

Assim como os lançamentos duplos e ilegais, o Video Review também poderá determinar 'toques' como se a bola tocou a raquete ou o corpo de um jogador e 'invasão' que o ATP descreve como quando um “jogador ou qualquer coisa que ele esteja usando ou carregando, toca o lado da quadra adversária com a bola está em jogo”.

A Next Gen Finals, lançada no ano passado para mostrar os oito melhores jogadores com 21 anos ou menos, fornece à ATP uma plataforma para testar novas inovações projetadas para atrair uma nova geração de fãs de tênis.

Os juízes de linha são substituídos por árbitros computadorizados usando a tecnologia Hawk-Eye, as partidas são as melhores de cinco sets curtos, para quatro games ao invés dos tradicionais seis, e os jogos serão decididos com um ponto de "morte súbita".

Este ano, os jogadores também terão que retirar suas toalhas de um rack, na parte de trás da quadra, ao invés de crianças entregarem.

As finais do ATP Next Gen começam no Milan Fiera em 6 de novembro.

Foto: Elespectador.com

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes