Recordes e romantismo marcam o Iroman 2018, campeonato mais importante de Triatlo do mundo

No sábado, dia 13 de outubro de 2018, em Kailua-Kona, no Havaí, foi realizada a 40ª edição do campeonato mundial de triatlo, o Ironman. Os vencedores tiveram uma performance de gala.

Na disputa masculina, o grande vencedor foi Patrick Lange. O alemão, pela primeira vez, quebrou a barreira das 8 horas e completou o percurso em 7 horas, 52 minutos e 39 segundos, superando o seu próprio recorde, estabelecido em 2017.

“Surpreendente. Incrível. Mas eu prometi a mim mesmo que bateria o recorde ...”, disse Lange enquanto corria em direção da sua namorada, Júlia Hoffman. Surpreendendo a todos, ele caiu de joelhos e pediu a namorada em casamento, durante uma transmissão de televisão ao vivo. Além de um atleta formidável, um autêntico romântico. Teria como dizer não?

O catarinense Igor Amorelli foi o melhor brasileiro na disputa. Ele terminou em 30º lugar, com o tempo de 8 horas, 34 minutos e 21 segundos.

A mulherada fez bonito também. Daniela Ryf ganhou seu tetracampeonato de forma consecutiva (impossível não lembrar do Galvão Bueno). A suíça se juntou a Paula Newby-Fraser e Natascha Badmann como as únicas que conseguiram vencer a disputa por mais de três vezes seguida.

O recorde da prova, que era dela mesma, foi pulverizado. Ryf abaixou seu tempo em mais de 20 minutos: 8 horas, 26 minutos e 16 segundos é nova marca. Sensacional!

E olha que não foi fácil. No percurso, durante a parte da natação, Ryf sofreu uma “queimadura” de água viva. "É incrível. Talvez a água-viva tenha me dado algum super poder. Eu não sei ”, disse ela após cruzar a linha de chegada.


Foto: Ironman (Twitter) 





Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes