Maratonista do Quênia recebe suspensão de quatro anos por doping


O maratonista queniano Samuel Kalalei, que venceu a maratona de Atenas em novembro do ano passado, foi suspenso por quatro anos depois de testar positivo para EPO, substância que aumenta a produção de glóbulos vermelhos no sangue, segundo informou a Unidade de Integridade do Atletismo (AIU).

A amostra de urina de Kalalei, coletada após a Maratona de Roterdã em abril, retornou positiva para EPO. O atleta de 23 anos foi provisoriamente suspenso pela AIU, entidade independente da IAAF, em 4 de junho.

A AIU disse que todos os resultados do Kalalei desde aquele evento na Holanda até agora seriam desqualificados. Kalalei estabeleceu um melhor tempo pessoal de duas horas, 10 minutos e 44 segundos, para terminar em sétimo lugar.

A reputação do Quênia como uma força dominante na corrida global de média e longa distância tem sido afetada nos últimos anos por casos de doping entre seus atletas de elite.

No início deste ano, a AIU concedeu suspensões de quatro anos por doping para os corredores de longa distância do Quênia, Eliud Magut e Suleiman Kipses Simotwo. Ambos tinham testado positivo para Norandrosterona, um metabólito do Nandrolona proibido.

Um relatório da Agência Mundial Antidoping disse que entre 2004 e 1º de agosto de 2018, até 138 atletas da nação do leste da África tiveram testes positivos para substâncias proibidas, 113 deles durante as competições.

Foto: IAAF


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes