Favoritos caem, e Akane Yamaguchi interrompe série de vitórias de Tai Tzu Ying no Aberto da França de Badminton

O Torneio Aberto de Paris, válido pela World Tour e pela série Super 750 de Badminton terminou neste final de semana com surpresas: poucos favoritos e líderes de ranking atuais obtiveram vitórias.

Dentre os favoritos, apenas a dupla mista chinesa Zheng Siwei e Huang Yaqiong venceu, numa decisão fácil contra os sul-coreanos Seo SeungJae e Chae YuJung,com parciais de 21-19 e 21-14 em 37 minutos de partida. 

No masculino, o líder do ranking , Kento Momota, do Japão perdeu nas semi-finais e em duplas femininas as japonesas Yuki Fukushima e Sayaka Hirota, campeãs do Aberto da Dinamarca deram adeus à disputa ainda na segunda fase. 

A final masculina foi disputada pelo chinês Chen Long, medalha de ouro nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, que enfrentou o compatriota Shi Yuqi. Chen, que derrotou Momota nas semi-finais fez um jogo estratégico, sem deixar que Shi, que veio com força e assumiu a liderança do segundo game disparasse no placar. No final, Chen virou o game a seu favor e venceu a partida com parciais de 21-17 e 21-19.

Sem Fukushima e Hirota na disputa de duplas femininas, o caminho parecia aberto para que as irmãs Stefani e Gabriela Stoeva, conquistassem o título. A dupla da Bulgária veio em uma série de vitórias arrasadoras nos jogos do torneio, mas acabou enfrentando um jogo duríssimo frente às campeãs mundiais de 2018 Wakana Nagahara e Mayu Matsumoto, do Japão, que abriram com vantagem os dois primeiros games. As irmãs Stoeva ainda conseguiram descontar a vantagem no segundo game até um ponto de diferença, mas Nagahara e Matsumoto reagiram, fechando a partida com parciais de 21-14 e 21-19.

Durante as finais de outras categorias, mais favoritos caíram: os indonésios Marcus Fernaldi Gideon e Kevin Sanjaya Sukamuljo perderam para os chineses Zhou Haodong e Han Chengkai e no feminino individual Akane Yamaguchi do Japão conseguiu interromper a série de vitórias em torneios da taiwanesa Tai Tzu Ying.

Apelidados pelos torcedores de "Minions", Marcus Fernaldi Gideon e Kevin Sanjaya Sukamuljo não perdiam em finais desde outubro de 2017, mas no jogo contra Zhou Haodong e Han Chengkai mesmo ganhando fácil o segundo game, ao longo da partida cometeram muitos erros: deixaram escapar três game points na primeira parcial e acabaram perdendo o último game e a partida de virada. O título ficou com os chineses, em três games de 23-21, 8-21 e 21-17. É a primeira vitória em final de torneios de Zhou e Han desde o LingShui China Masters 2018, disputado em abril.

No feminino, o torneio marcou o final da invencibilidade de dois anos da taiwanesa Tai Tzu Yin em torneios na divisão principal do badminton. A final contra a japonesa Akane Yamaguchi—coincidentemente a última jogadora que conseguiu derrotar Tai, na final do Aberto da Dinamarca de 2016—foi um jogo exaustivo e disputado, sem grandes diferenças no placar dos dois primeiros games. No último game, melhor fisicamente, Yamaguchi disparou na pontuação e conseguiu encerrar a partida vencendo com placar de 22-20, 17-21 e 21-13. A estratégia de jogar na defensiva foi o que fez a diferença para Yamaguchi, que conseguiu manter o jogo da líder do ranking sob controle: "Escolhi não atacar muito e impedí-la de jogar rallies longos hoje".

O próximo torneio válido pela série Super 750 do badminton é o Fuzhou China Open 2018, a ser disputado dos dias 6 a 11 de novembro.



Foto: BWF

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes