Canoista russo bronze em Londres é o primeiro atleta suspenso após reinstauração de agência anti-doping pela WADA

Aleksey Korovashkov, canoista russo de velocidade, medalha de bronze nas Olimpíadas de 2012, foi banido do esporte por 4 anos. A informação foi divulgada pela secretária-geral da Federação Russa de Caiaque e Canoagem, Elena Iskhakova. Ele é o primeiro atleta do país suspenso após a Agência Mundial Anti-Doping (WADA) autorizar a volta ao funcionamento do serviço de controle local, RUSADA, envolvido no escândalo de fraude e manipulação de amostras revelado em 2015.

De acordo com declarações de Iskakova à agência TASS, a substância proibida detectada seria eritropoetina, hormônio que aumenta a produção de glóbulos vermelhos e é proibido de acordo com as normas da WADA. Ainda segundo a secretária-geral, Korovashkov ao ser comunicado do resultado teria insistido que a amostra B de urina usada para contraprova fosse analisada, mas ela também revelou traços de doping. "Essa informação foi um duro golpe para nós".

Korovashkhov, que com Ilya Pervukhin conquistou a medalha de bronze da categoria C-2 1000 m nas Olimpíadas de Londres em 2012 (foto) já havia sido afastado com outros quatro canoistas da participação nas Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro por determinação da WADA. A agência mundial tem enfrentado duras críticas por permitir a reinstauração do órgão russo anti-doping, mesmo sem que este corrigisse falhas e omissões consideradas graves que acarretaram no escândalo de 2015 e no consequente fechamento, que durou até setembro último.

Foto: Getty Images


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes