Atletismo do Brasil conquista dois bronzes nos Jogos Olímpicos da Juventude

O Brasil conquistou duas medalhas de bronze no atletismo, nos Jogos Olímpicos da Juventude que estão sendo disputados em Buenos Aires (ARG). E as medalhas vieram no último dia de disputas do atletismo, com Lucas Conceição e Letícia Lima, ambos nos 200m rasos.

A disputa do atletismo nos jogos olímpicos da juventude foi diferente. Todos os atletas competiram em duas baterias e o pódio foi definido com a soma dos tempos. Lucas conceição chegou na segunda bateria como quinto melhor tempo e terminou em segundo na segunda bateria com 20s99, o suficiente para garantir o bronze. 

.“Não tenho palavras para expressar a felicidade, a emoção enorme que estou sentindo. Eu precisava fazer um ótimo tempo para medalhar, mas me preparei bastante e acreditei que poderia conseguir. Estou muito orgulhoso de mim”, celebrou o paulista de 17 anos, que fez uma marca abaixo dos 20s pela primeira vez na vida. A medalha de ouro ficou com Abdelaziz Mohamed (QAT) e a prata com o  Antonio Watson (JAM)

Letícia Lima, piauense de 17 anos, fez em Buenos Aires o melhor tempo da vida. A primeira corrida, a brasileira fez 24a16, ficando em segundo lugar. Na segunda prova, ela fez 23s71, em terceiro. Na soma, 47s87 e a confirmação do terceiro lugar nos 200m. “Estou muito feliz com minha prova. Desde o primeiro tiro eu sabia que podia pegar pódio. Essa medalha recompensa muita coisa e isso é uma forma de dedicar o meu amor ao meus pais e ao meu treinador, que me apoiam, e aos meus avós que faleceram recentemente”, dedicou Letícia, que ficou atrás apenas de Gudbjorg Joan Bjarnadottir (ISL) e Dalia Kadari (ITA).

O atletismo poderia ter se despedido dos Jogos com mais uma medalha. Nos 400m com barreiras, Jéssica Vitória estava na segunda posição, a poucos metros da linha de chegada, quando tropeçou no último obstáculo e perdeu a chance de pódio. Tanto Letícia quanto Lucas dedicaram suas medalhas à Jéssica Vitória. 

Com o resultado, o atletismo supera a participação dos últimos Jogos, em Nanquim 2014, quando não havia conseguido medalhas. Na primeira edição, em Cingapura 2010, foram três medalhas, sendo duas de ouro com Caio Cezar Fernandes dos Santos e uma prata com Thiago Braz, campeão olímpico da Rio 2016 no Salto com vara. 

Agora o Brasil tem dez medalhas na competição, com quatro pratas e seis bronzes. Brasil tem duas medalhas garantidas e pode ter três, com o futsal masculino que está final, e no boxe, Keno Marley está final e Luiz Oliveira disputa o bronze.


foto: Jonne Roriz/Exemplus/COB

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes