Mini-guia do Mundial de Vôlei Masculino 2018

A bola sobe no dia 9 de setembro para mais um mundial de vôlei masculino, que será disputado na Itália( Terceira vez como sede, as outras vezes foram em 1978 e 2010) e na Bulgária (que foi sede uma vez, em 1970).Esta será a primeira vez que o mundial de vôlei masculino terá sede em dois países.


História

O mundial de vôlei masculino teve sua primeira edição em 1949 e em 18 edições, a maior vencedora é a extinta União Soviética, com seis conquistas. Dentre as nações existentes, Brasil e Itália são os maiores vencedores com três conquistas cada. Em 2014, a Polônia se sagrou campeã mundial em casa ao bater o Brasil na final.

Sedes

Itália - Roma, Florença, Bari, Assago,Bolonha e Turim
Bulgária - Ruse, Varna e Sofia

Formato de disputa

Primeira fase: Vinte e quatro seleções divididas em quatro grupos de seis seleções, que se enfrentam entre si, as quatro melhores seleções de cada grupo avançam à segunda fase
Segunda fase: As dezesseis seleções se dividem em quatro grupos, trazendo os resultados da primeira fase e jogando apenas duas partidas. A melhor seleção de cada grupo e os dois melhores segundo lugares avançam à terceira fase
Terceira fase: As seis seleções serão divididas em dois grupos , e se enfrentam entre si em mais duas partidas. As duas melhores seleções se classificam para a disputa das semifinais e finais

Grupos

A (Argentina, Bélgica,República Dominicana,Itália, Japão e Eslovênia) 

Será que os italianos vão se aproveitar do fator casa para conquistar seu quarto título?

Jogando em casa, a Itália pinta como a favorita a vencer o grupo, o mais 'tranquilo' da competição. Os maiores desafios de Zaytsev e cia, deverão ser a Argentina de Facundo Conte e o Japão, que brigarão para serem a segunda força desse grupo. Bélgica e Eslovênia deverão brigar por duas vagas para segunda fase. Já os dominicanos, o que vier é lucro.


B (Brasil,Canadá, China, Egito, França e Holanda)

Brasil e França é um dos jogos mais aguardados da primeira fase do mundial

Brasil vai ter um grupo  razoável pela frente. Sem dúvida, o maior rival da seleção nessa fase será a vice-campeã da Liga das Nações França, mesmo com N'Gapeth - melhor jogador do mundo - meia-bomba. O jogo de 13 de setembro vai decidir quem será o primeiro do grupo, a não ser que tenhamos uma zebraça. China, Holanda e Canadá vão brigar pelas duas restantes, com Egito fazendo figuração.

Calendário do Brasil na primeira fase (Todos os jogos no horário de Brasília):
 x  - 12/9 - 16:30
 x  - 13/9 - 16:30
 x  - 15/9 - 16:30
 x  - 17/9 - 16:30
 x  - 18/9 - 13:00

C (Austrália, Camarões, Rússia, Sérvia,Tunísia e Estados Unidos)

Atuais campeões da Liga Das Nações, os russos tem um leve favoritismo no mundial
A atual campeã da Liga das Nações, a Rússia pinta como favorita no grupo, graças a boa fase deo nomes veteranos como Mikhaylov e Muserskiy e jovens valores como Volkov. Mas Sérvia e Estados Unidos- Terceiro na liga das Nações - correm por fora para ficar em primeiro nesse grupo que a Austrália tem tudo para superar Camarões e Tunísia e ficar com a quarta e última vaga do grupo

D (Bulgária, Cuba, Finlândia,Irã, Polônia e Porto Rico)

Atuais campeões, os poloneses querem mostrar que o título em 2014 não foi sorte

Outro grupo feito para o time da casa brilhar, que com o apoio da torcida os búlgaros esperam ficar na segunda posição, já que a primeira, teoricamente, é da Polônia. Mas para ficar em segundo, vão ter que superar a boa seleção iraniana e Cuba, apesar de não ser tão assustadora como antes, ainda é uma boa seleção. Finlândia e Porto Rico deverão ficar na primeira fase se não tivermos zebras.

Apostas

Vejo esse mundial de vôlei como um dos mais equilibrados. Talvez França e Rússia tenham um leve favoritismo, mas ainda sim temos seleções que correm por fora como Estados Unidos, Brasil, Sérvia, Polônia e Itália que podem surpreender e ficar com o título. 

O Brasil de Renan Dal Zotto, sem Lucarelli e só podendo usar Leal em 2019, não parece estar no seu melhor momento e na teoria ficar entre os quatro primeiros - algo que acontece desde o mundial de 1998 - é um objetivo plausível no momento. Em uma competição longa, só se os jogadores se superarem como na Rio 2016 para conseguir esse tetracampeonato mundial, que parece estar distante dos brasileiros.


Neste domingo (9) teremos as partidas de abertura do mundial com as seleções anfitriãs:

Itália x Japão
Bulgária x Finlândia

As partidas restantes da primeira rodada serão disputadas a partir do dia 12.

fotos:FIVB/Divulgação

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes