IPC choca World Sailling com decisão de não incluir a vela nas Paralímpiadas de 2024

A World Sailing expressou sua decepção após o esporte ter falhado com sua tentativa de reintegração no programa dos Jogos Paralímpicos em Paris, em 2024.

O Comitê Paralímpico Internacional (IPC, na sigla em inglês) confirmou ontem que a Vela, depois dos Jogos Paralímpicos de 2016, não seria incluído em Paris 2024, já que o esporte não cumpriu os critérios exigidos pelo Comitê.

Em resposta, a World Sailing afirmou que a decisão do IPC representa um "enorme revés", mas prometeu continuar seu desenvolvimento no esporte paralímpico.

O órgão mundial do esporte disse em um comunicado que espera se reunir com o IPC "o mais rápido possível" para "entender melhor os detalhes da decisão tomada".

"Nós trabalhamos incansavelmente para garantir que a vela atendesse aos critérios do IPC e nossa aplicação era de alto padrão e todos na World Sailing estão profundamente tristes com as notícias do IPC", disse o executivo-chefe da World Sailing, Andy Hunt.

"A vela é um dos esportes mais inclusivos e atende a todos os atletas."

"Independentemente da sua classificação, os atletas de vela competem em igualdade de condições e reiteramos esta mensagem ao IPC."

"Tanta coisa foi conquistada nos últimos anos no desenvolvimento do Para World Sailing e continuaremos a oferecer um programa de eventos para os velejadores que competem regularmente em nível nacional e internacional."

Em um comunicado, a World Sailing disse que o IPC havia informado a organização que o esporte "não estava de acordo com um ou mais critérios básicos para a inclusão de jogos".

O IPC já havia expressado anteriormente sua preocupação com o fato da Vela não ter grande alcance mundial, esse é um requisito básico para qualquer esporte que queira entrar no programa paralímpico.
As regras do IPC declaram que os esportes e as disciplinas individuais devem ser praticados ampla e regularmente em pelo menos 32 países e três regiões a serem consideradas.

A World Sailing afirma que está atendendo a esse critério, destacando os números de participação no Campeonato Mundial do Pararalímpico.

Um recorde de 101 velejadores de 42 nações se inscreveu para competir em quatro eventos na próxima edição do evento nos Estados Unidos.

A decisão representa um golpe considerável para a World Sailing, que lançou uma campanha conjunta para recuperar seu espaço paralímpico depois que o esporte foi retirado do programa.

Foto:Getty Images

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes