Pan-Americano Junior de Luta 2018 - Último dia

O estilo livre encerrou no último domingo (19) o Pan-americano Júnior de Luta 2018 disputado em Fortaleza, Ceará. Phelipe dos Santos e Gustavo Pradella foram os destaques brasileiros na modalidade. 

O carioca da Ladeira dos Tabajaras, comunidade localizada na Zona Sul do Rio de Janeiro conquistou a medalha de prata na categoria até 79kg do estilo livre. Já Guilherme Pradella fez sua estreia em competições internacionais e arrancou aplausos dos presentes ao vencer o canadense Richard Deschatelets 14 a 4 e ganhar sua primeira medalha internacional da carreira. Os triunfos de Phelipe e Guilherme Pradella fizeram a equipe nacional chegar a dez medalhas no torneio.

A equipe nacional medalhou em todos os estilos. Além do triunfo deste domingo, foram quatro medalhas no primeiro dia do estilo greco-romano, Joílson Júnior ouro até 67kg, Fabio Rodriguez até 87kg, Michael Lima até 72kg e Gabriel Lira até 92kg; e mais quatro medalhas do wrestling feminino, Thais Oliveira ouro até 72kg, Beatriz dos Reis até 76kg, Evelyn Santos até 50kg e Grabriela Rocha até 69kg.

Confira como foi o desempenho dos atletas do estilo livre
Phelipe dos Santos até 79kg – Prata com autoridade
O carioca da Ladeira dos Tabajaras estreou com vitória de 5 a 0 sobre o mexicano Miguel Reynoso. Em sua segunda luta, um revés diante do norte-americano Anthony Mantanona (11 a 1). No terceiro combate, o brasileiro voltou a vencer, desta vez por superioridade técnica (10 a 0). Como a categoria de Phelipe foi disputada no sistema todos contra todos, Phelipe decidiu a cor da medalha contra o peruano Anthony Pereira. O brasileiro dominou a luta desde o primeiro segundo e mesmo com o susto ao fim do primeiro round, fechou o placar em 6 a 3.

Guilherme Pradella até 97kg – Prata da superação
Gaúcho como é conhecido Guilherme Pradella, natural do Rio Grande do Sul, venceu por 13 a 2 o mexicano Emiliano Guzman na estreia. Em sua segunda luta, Guilherme sofreu um revés diante do norte-americano Austin Harris (10 a 0), e lutou contra o canadense Richard Deschatelets pela medalha de prata nas finais. Empurrado pela arquibancada, Guilherme impediu os avanços do canadense e pontuando de dois em dois pontos fez 14 a 4, conquistou a medalha por superioridade técnica.


Daniel Nascimento até 57kg
A categoria do  amazonense foi disputada no sistema de grupos. Daniel caiu no grupo com quatro atletas e fez três lutas. Na primeira, um revés diante do equatoriano Luis Mayancha (2 a 12). Já na segunda, novo insucesso diante do argentino Jonathan Alas  por 13 a 2. No combate decisivo, Daniel não conseguiu superar o canadense Brayden Todd e ficou fora da luta por medalhas. O brasileiro terminou em sétimo lugar.



Anderson Costa até 61kg
Anderson Costa caiu nas quarta de finais diante do guatemalteco Esteban Castellanos por superioridade técnica (10 a 0). Como Castellanos não avançou até a final. O amazonense Anderson não foi repescado. Anderson Costa terminou em sétimo lugar.



Pedro Henrique dos Santos até 65kg
Pedro Henrique dos Santos enfrentou o canadense Connor Mcneice e foi superado por 14 a 4. Como Mcneice não avançou, Pedro Henrique não pôde ser repescado. O carioca terminou em sétimo lugar em sua estreia em torneios internacionais.



Renato Patrício dos Santos até 74kg
O paulista Renato estreou nas quartas de finais contra o canadense Ty Bridgwater e foi batido por superioridade técnica (11  a 0). Como Ty avançou para final, Renato pôde disputar a medalha de bronze contra o colombiano Jhonier Polania. Ao fim do primeiro round o resultado foi empate em 6 a 6. Mas no segundo round, Polania prevaleceu, fez 10 a 6 e ficou com a medalha de bronze. Renato fechou seu primeiro Pan, em quinto lugar.



Fábio Rodriguês até 92kg
Único atleta brasileiro a dobrar, ou seja, lutar tanto o estilo greco-romano quanto o estilo livre, Fábio Rodriguês estreou no último estilo com vitória sobre o chileno Miguel Zapata por touche. E mesmo com os dois insucessos nas lutas seguintes, diante do norte-americano Cameron Caffey e do canadense Hunter Lee, 11 a 2 e 10 a 0, respectivamente. Fábio disputou a medalha de bronze contra o mexicano Pedro Garay e acabou batido por 7 a 1 fechando o estilo em quarto lugar. No estilo greco-romano, Fabio foi medalhista de prata.




Marcos Carrozinho até 125kg
O carioca e estreante em competições internacionais fez três de suas quatro lutas no torneio pela manhã. Na primeira, derrota por 13 a 3 diante do guatemalteco Jose Ponciano. Na sequência, dois revezes por superioridade técnica 11 a 2 para o norte-americano Anthony Cassiopi e 10 a 0 para o canadense Aly Barghout. Como a categoria segue o regime todos contra todos, Marcos lutou contra o peruano Andrew Allegre e foi superado por 6 a 1. Carrozzino estreou em Pans e terminou em quinto lugar.

Foto: CBW


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes