Pan-Americano Júnior de Luta 2018 - Dia 2

O Brasil voltou ao pódio do Pan-americano Júnior de Luta, que está sendo disputado em Fortaleza. Thais Oliveira brilhou e conquistou a medalha de ouro até 72kg, Beatriz dos Reis foi prata na categoria até 76kg e Evelyn Santos  até 50kg e Grabriela Rocha foi bronze até 68kg. A luta feminina brasileira não conquistava uma medalha de ouro em Pan-americanos Júnior desde 2012, quando Lais Nunes venceu a edição disputada em Peten, na Guatemala. Neste domingo (19/08), os atletas do estilo livre encerram as competições.


Thais Oliveira até 72kg – Ouro para quebrar o jejum
A brasileira venceu por touche a norte-americana Andrea Sennet. Já na segunda rodada, foi a vez da peruana Krizia Ortega sentir a força da carioca que venceu por superioridade técnica (10 a 0). Na final, Thais enfrentou a mexicana Adaljiza Ibarra e dominou a luta desde o primeiro minuto, venceu por 9 a 2 arrancando aplausos dos presentes e encerrando o jejum de sete anos sem títulos em Pan-americanos júnior.



Beatriz dos Reis até 76kg – Prata marca retomada da carreira
Beatriz enfrentou a mexicana Miriam Gonzalez em confronto que vale a medalha de ouro da categoria mais pesada entre as meninas. As duas fizeram a última luta do campeonato. Em uma luta truncada, Beatriz largou na frente, ma não conseguiu manter a vantagem sobre a rival e a ficou com a medalha de prata. O Pan foi a primeira competição internacional de Beatriz depois de perder 30kg e a medalha representou uma grande volta por cima.



Evelyn Santos até 50kg – Bronze com raça e técnica
Evelyn fez uma estreia segura ao vencer a argentina Elis Parodi por superioridade técnica (10 a 0) e avançou para as semifinais. A paulista vencia por 4 a 2, mas sofreu um contra-ataque da colombiana Greidy Perez e foi encostada. Nas finais, Evelyn disputou a medalha de bronze contra a norte-americana Felicity Taylor. A brasileira passou para as costas da norte-americana e fez 2 x 0. No segundo round, Evelyn manteve a vantagem, controlou a luta e fechou o placar em 6 a 1.



Grabriela Rocha até 68kg – Bronze na estreia pan-americana
Grabs estreou contra a canadense Dejah Slater e foi superada por 10 x 0. Na decisão da medalha de prata, Grabriela tentou defender a tentativa de touche da norte-americana Kayla Mariano, resistiu por quase um minuto, mas acabou encostada. Grabriela terminou com a medalha de bronze em sua primeira participação no Pan-americano Júnior.



Flaviana Arruda até 53kg
A categoria de Flaviana foi disputada no sistema todas contra todas. Na primeira luta, a brasileira não suportou o volume de lutas da estado-unidense Vayle Baker e foi derrotada por superioridade técnica (10 a 0). Já na segunda luta, a canadense Jayd Davis venceu Flaviana por touche. Pouco depois, Flaviana voltou ao tapete para o terceiro combate contra a equatoriana Fernanda Lopez e sofreu novo revés, dessa vez por 14 a 4. No último combate do torneio, Flaviana se esforçou mas não foi páreo para a mexicana Rita Chavez.



Letícia Gonçalves até 55kg
A carioca Letícia Gonçalves fez duas de suas primeiras lutas no torneio pela manhã. Na primeira derrota por touche para equatoriana Becky Munoz . Na segunda luta, novo revés diante da mexicana Karla Martinez. Letícia disputou o bronze contra Cameron Guarin, dos Estados Unidos e acabou superado por touche. Letícia terminou na quarta colocação.



Amanda Leal até 57kg
Depois de lutar para bater o peso, Amanda enfrentou na estreia Susana Veytia e acabou derrotada por touche. Já na segunda, a norte-americana Michaela Beck venceu a brasileira por 10 a 0. Amanda disputou a medalha de bronze contra a canadense Hannah Taylor, mas acabou encostada e terminou em quarto.



Maria Elizabeth Silva até 59kg
Maria Elizabeth não conseguiu vencer a balança e não pôde disputar o Pan.



Meirielle Santos até 62kg
A categoria de Meirielle foi disputada no sistema todas contra todas. A brasileira fez lutas duras e vendeu caro cada derrota, mas foi superada nas três vezes que subiu ao tapete. Meiriele estreou com derrota na primeira por  touche contra Brianna Csantos (EUA), na segunda contra a canadense Xiao Piu, superioridade técnica (14 a 3). Já a terceira, foi contra a colombiana Paula Garcia também por superioridade técnica (10 a 0). Meirirelle se despediu com uma vitória incontestável sobre a peruana Diana Prieto (12 a 1).



Nikeli Oliveira até 65kg
A paraibana Nikeli estreou contra a colombiana Andrea Munoz e acabou superada por 10 a 0, machucada, Nikeli não conseguiu continuar e deixou o torneio.

Foto: Divulgação


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes