Irã é forçado a mudar porta-bandeira dos Jogos Asiáticos

Kimia Alizadeh, seria a primeira mulher do Irã a carregar a bandeira do país em Cerimônia de Abertura dos Jogos Asiáticos mas uma lesão obrigou a atleta do taekwondo a se retirar da competição.

Alizadeh sofreu uma lesão do ligamento cruzado anterior durante um treinamento, essa é a segunda vez em 13 meses que a atleta tem a mesma lesão e agora ficará novamente vários meses de molho.

Apesar da lesão da Alizadeh ainda é esperado que o Irã seja representado por uma mulher na cerimônia de abertura.

O Teerã Times informou que Elaheh Ahmadi do tiro esportivo será a substituta de Alizadeh.

Ahmadi, de 36 anos, é quatro vezes medalhista dos Jogos Asiáticos, tendo conquistado três medalhas - duas de prata e uma de bronze - em Guangzhou 2010 e uma de prata em Incheon 2014.

Ahmadi já estava na lista de favoritas a carregar a bandeira do país em Jacarta.

A lesão é outro grande golpe para Alizadeh, de 20 anos, uma das estrelas emergentes em seu esporte.

Ela fez história ao se tornar a primeira mulher iraniana a ganhar uma medalha olímpica quando conquistou o bronze na categoria abaixo dos 57 kg no Rio 2016.

Alizadeh, em seguida, subiu para a categoria até 63 kg para o Campeonato Mundial de Taekwondo do ano passado em Muju na Coréia do Sul.

Ela ganhou a medalha de prata, perdendo na final para Ruth Gbagbi da Costa do Marfim.

Foto: Getty Images

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes