Ex-médico Larry Nassar perde primeiro recurso contra condenação de prisão


Larry Nassar, ex-médico de ginástica dos Estados Unidos, perdeu o seu primeiro pedido de apelação contra uma sentença de 60 anos de prisão por possuir pornografia infantil e destruir provas. O ex-médico está atualmente cumprindo pena de até 175 anos.

Ele apelou para o sexto Tribunal de Apelações do Circuito dos Estados Unidos em Cincinnati, alegando que o juiz distrital que presidia seu caso aumentou erroneamente sua sentença com base em suas múltiplas condenações por abuso sexual. Seu advogado argumentou que o juiz errou ao calcular a sentença por possuir 37.000 imagens de pornografia infantil.

Nassar havia se declarado culpado de má conduta sexual criminosa, possuindo pornografia infantil e depois tentando destruir os arquivos depois de saber que estava sob investigação. O recurso contra a sentença foi recusado por um painel de três juízes.

Nassar também está apelando contra sentenças estaduais de 40 a 175 anos e 40 a 125 anos por conduta sexual criminosa. Ele desafiou a duração de ambas as sentenças. O ex-médico também pediu que as sentenças fossem executadas simultaneamente, em vez de consecutivamente.

Nassar teria ficado em uma instalação de transferência federal, depois de ter sido supostamente agredido depois de ser libertado na prisão de segurança média de Tucson. Mais de 250 pessoas o acusaram de abuso, incluindo numerosas ginastas de elite.

A crise levou a críticas ferrenhas tanto da Federação de Ginástica dos Estados Unidos quanto do Comitê Olímpico do país sobre o que eles sabiam e quando e se eles poderiam ter evitado o abuso. No mês passado, os senadores dos Estados Unidos questionaram a sinceridade das reformas introduzidas por ambas as organizações, depois que cada uma delas impetrou pedidos judiciais aparentemente tentando se absolver da culpa.

Foto: Divulgação/Time


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes