Thomas Bach alega não estar preocupado com o processo de escolha para 2026 mas quer algo mais simplificado

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, disse que a organização "não está preocupada" com o estado da corrida de sediamento das Olimpíadas e Paralimpíadas de Inverno de 2026, apesar dos pontos de interrogação permanecerem em todas as cinco cidades interessadas em ofertar para os jogos.

No entanto, ele disse que o processo precisa se tornar mais ágil para que as cidades com pouca ou nenhuma chance de vencer não fiquem na briga por muito tempo.\

Ele fez os comentários em uma conferência de imprensa após o final das últimas reuniões do Conselho Executivo do COI.

Calgary, no Canadá, a capital da Suécia, Estocolmo, Erzurum, na Turquia, Sapporo, no Japão e uma cidade italiana que ainda não foi confirmada, disputam o direito de sediar os Jogos.

Espera-se que um plebiscito sobre a candidatura de Calgary aconteça em outubro, desde Oslo 2013 nenhuma cidade que tentou o plebiscito saiu vencedora.

Acredita-se que a Sapporo esteja mais interessada em sediar os Jogos em 2030, enquanto Estocolmo não tem apoio do governo sueco.

Erzurum na Turquia é considerada um risco pelo fato da Turquia ser fronteira com a Síria.

Quando perguntado sobre o referendo de Calgary, Bach disse que o "forte diálogo" que o COI tem com as cidades significa que eles estão "muito felizes" com o status do processo.

"Se você olhar para o mundo, qual grande organizador não apenas em esportes, mas em grandes eventos está em posição de ter diálogo e falar com cinco países e cidades interessadas de todo o mundo?" ele disse.

Bach afirmou também que a transparência do processo de candidatura olímpica é uma razão para a falta de preocupação do COI.

Foto:ITG

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes