Surto Opina - O gênio indomável do Vôlei

Na última semana, o levantador Ricardinho se aposentou das quadras, aos 42 anos. Explosivo e genial tanto dentro e fora de quadra, Ricardinho deixa um grande legado no vôlei, já que revolucionou o esporte com sua incrível velocidade e precisão na distribuição das jogadas. 

Ricardinho ignorou a pressão de substituir  na seleção brasileira outro lendário levantador, Maurício que virou seu reserva, e fez o time de Bernardinho se tornar imbatível, ganhando praticamente tudo entre 2002 e 2006. E muito se deve muito a Ricardinho e sua incrível habilidade em deixar os bloqueadores loucos sem saber quem marcar. Giba, André Nascimento, Nalbert, Gustavo e André Heller aproveitaram muito o seu talento, que a cada competição, estava jogando cada vez melhor.  O técnico Bernardinho se orgulhava em dizer que Ricardinho ‘era o jogador  mais inteligente da seleção mais inteligente do mundo’

Mas fazendo jus à alcunha de ‘Gênio indomável’ dentro e fora das quadras como citado acima, Ricardinho se rebelou contra Bernardinho às vésperas do Pan do Rio de Janeiro de 2007 quando estava jogando o fino da bola, inclusive sendo decisivo no mundial de 2006 e na Liga Mundial de 2007,  por motivos que até hoje não foram totalmente esclarecidos. Segundo as biografias de Giba e Serginho, ele cometeu um ato de indisciplina, mas eles não deram muitos detalhes - e aí acabou o encanto da seleção em parte. A seleção Brasileira continuou a vencer, mas sem a mesma dominância de antes. Bruninho o substituiu na seleção e jovem, demorou um pouco a se encaixar e substituir Ricardinho. E Ricardinho ficou irredutível, se sentindo traído pelos companheiros e ficou fora da seleção.

Voltou brevemente em 2010 e em 2012 ficou definitivamente, mas o seu auge, que estava no ponto máximo em 2007, já tinha passado e o levantador já não imprimia mais a mesma velocidade de antes o jogo inteiro, além de que a maioria dos levantadores já tinha ‘copiado’ o seu estilo e os bloqueadores defensores se encontravam melhor preparados para as armas de Ricardinho. Ainda sim foi nome importante para o Brasil na conquista da Prata em Londres 2012. Depois, se aposentou da seleção.

Agora Ricardinho que acumulava as funções de presidente e jogador do Maringá, vai se focar no comando da equipe e vai ajudar a treinar levantadores em sua escolinha de vôlei na cidade paranaense. Exaltado por todo o mundo do vôlei por tudo que fez a ele, Ricardinho ainda merece mais por conta de sua genialidade dentro de quadra, ajudando o Brasil a ter uma hegemonia que fez história no vôlei e no esporte mundial e modificando a posição de levantador para sempre. Nenhum jogador da posição foi o mesmo depois do impacto que Ricardinho causou no vôlei. Pode ser que ainda leve alguns anos para que todos entendam realmente o impacto que ele trouxe ao vôlei. E tudo que podemos dizer ao Ricardinho é muito obrigado por tudo que ele fez dentro das quadras.


foto: CBV/Divulgação
Publicado originalmente no site pop bola esporte clube


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes