Seleção de natação paralímpica já se encontra na Austrália para às disputas do Parapan-Pacífico

A Seleção Brasileira de natação paralímpica viaja neste sábado, 28, para a Austrália. A equipe composta por 15 nadadores, sete dos quais medalhistas nos Jogos Paralímpicos do Rio 2016, participará do Parapan-Pacífico da modalidade, na cidade de Cairns, de 9 a 13 de agosto. De olho em uma adaptação mais eficiente ao fuso-horário australiano (são 13 horas de diferença), a equipe nacional terá uma programação diferenciada. 

A começar pelo período de adaptação. Serão dez dias de treinamento na piscina Tobruk Memorial, a fim de minimizar os efeitos do longo voo até a Oceania e também de acostumar os atletas à diferença horária. Recomenda-se usualmente um dia de adaptação para cada hora de diferença de fuso. 

"Será um período importante pela diferença do fuso-horário entre Brasil e Austrália. Faremos a aclimatação de modo que o corpo se acostume e também a gente fazer os últimos ajustes técnicos de treino antes da competição. A preparação do ano foi feita para o Parapan-Pacífico, então agora será importantíssimo acertar detalhes, ritmo, para os atletas terem um bom desempenho", disse Leonardo Tomasello, técnico-chefe da natação paralímpica brasileira. 

Bicampeão da World Series do Comitê Paralímpico Internacional (IPC, em inglês), o paulista Daniel Dias é o principal destaque da delegação nacional. O atleta da classe S5 está inscrito em sete provas: 50m,100m e 200m livres, 50m costas, 50m borboleta e dois revezamentos - 4x100m livre 34pontos e 4x50m livre 20pts.


O Parapan-Pacífico de natação acontece a cada quatro anos, a última edição foi em 2014 na Califórnia, nos EUA. Apenas Austrália, Japão, Canadá e Estados Unidos da Américas podem sediar a competição e a organização do evento fica a cargo de seus comitês paralímpicos nacionais (NPC's, sigla em inglês). Ao todo, 19 países participam do evento.

Foto: Divulgação


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes