Nadadora Madisyn Cox é banida por 2 anos por doping

Madisyn Cox, medalhista de bronze no mundial de 2017 nos 200m medley individual, foi suspensa por 2 anos por testar positivo para uma substância na qual ela acredita ter encontrado via água de torneira.
A substância proibida é Trimetazidine, um medicamento usado para tratar a angina, e Cox teria dito que "um bioquímico de renome mundial" equiparou seu nível da substância a "uma pitada de sal em uma piscina olímpica".

"Enquanto o especialista científico que analisou o meu caso acredita que ingeri a Trimetazidina através da água da torneira consumida na noite anterior ao teste, o painel de doping da FINA determinou que mais provas científicas eram necessárias para provar isso", disse Cox, segundo a Swimswam.com . "A presença de fármacos como a Trimetazidina na água potável dos EUA está bem documentada."

A suspensão retroativa de Cox vai até 2 de março de 2020 e a atleta ficará fora de competições importantes como por exemplo o mundial de 2019.

"Estou arrasada", disse ela, segundo Swimswam. “Acredito sinceramente em todo este processo que receberia uma decisão sem culpa, devido à força do meu caso, uma amostra de cabelo completamente limpa, dezenas e dúzias de testes limpos e uma história de me carregar com honra e integridade por toda a minha carreira acadêmica. e carreira de natação. Eu mantenho minha reputação pessoal e competitiva. ”

Um painel de doping da FINA disse que uma possível proibição de quatro anos foi reduzida para dois anos porque a quantidade de droga encontrada era baixa e o "caráter moral" de Cox e a "natureza credível" de seu testemunho.

Foto: Getty Images

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes