Ex-saltadoras processam USA Diving por ignorar abusos sexuais de técnico

Duas ex-atletas abriram processo contra a Federação Americana de Saltos Ornamentais (USA Diving) por ignorar abusos sexuais cometidos pelo técnico Will Bohonyi, antigo treinador do clube de saltos ornamentais da Universidade do Estado de Ohio, que também é ré na ação judicial. A denúncia, oferecida na última quarta-feira à Corte Distrital dos Estados Unidos, afirma que Bohonyi coagiu as atletas a fazerem sexo com ele.

"É pior que a ginástica, pior que a natação. Isso é apenas o começo para a USA Diving"afirmou Jon Little, advogado das atletas.

Bohonyi foi demitido do clube de saltos ornamentais de Ohio duas semanas depois das primeiras acusações, em 2014. No entanto, ele só entrou na lista de técnicos banidos da USA Diving no segundo semestre de 2015.

"Fornecer um ambiente seguro para nossos membros é de tremenda importância para a USA Diving, e levamos essas questões muito a sério. A USA Diving não pode comentar mais nada neste momento" limitou-se a comentar a USA Diving, em um comunicado nesta segunda-feira.

A denúncia afirma que Bohonyi coagiu uma das saltadoras a realizar atos sexuais com ele e lhe enviar fotos pelada enquanto ela ainda era uma menor de idade. A saltadora chegou a competir em uma seletiva olímpica dos Estados Unidos.

"Bohonyi coagiu psicologicamente a mulher a acreditar que ela era obrigada a realizar serviços sexuais em troca de seu envolvimento contínuo nos saltos ornamentais. Ele atacou sua idade, sua vulnerabilidade e seus sonhos de se torna uma atleta olímpica" afirma o processo.

A outra ex-atleta acusa Bohonyi de criar um relacionamento abusivo em 2009, incluindo atos sexuais diários. Bohonyi não comentou a acusação.


foto: Getty Images

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes