Corpo de lenda do halterofilismo olímpico é exumado para teste de paternidade

Naim Suleymanoglu, três vezes campeão olímpico de halterofilismo da Turquia, apelidado de "Pequeno Hércules", teria sido exumado para um teste de paternidade, sete meses após sua morte, aos 50 anos.

O caso de paternidade foi apresentado por Sekai Mori, alegando ser a filha de 27 anos de Suleymanoglu e uma jornalista japonesa que ele conheceu nas Olimpíadas de Seul em 1988, de acordo com o Hürriyet Daily News da Turquia.

Suleymanoglu foi exumado quarta-feira com a oposição de duas das filhas de Suleymanoglu, segundo o relatório.

"A exumação é uma rotina em casos de paternidade se o pai estiver morto", disse o advogado de Mori, segundo o relatório, acrescentando que as amostras de DNA do levantador de um hospital eram "insuficientes para um teste de paternidade".

Suleymanoglu morreu em 18 de novembro, um mês depois de passar por um transplante de fígado e permanecer em tratamento intensivo devido a uma hemorragia cerebral e outras cirurgias, segundo a mídia turca.

O turco se tornou o primeiro atleta do levantamento de peso a conseguir 3 títulos olímpicos (Seul 1988, Barcelona 1992 e Atlanta 1996).

Ele podia levantar até 3 vezes o seu peso corporal e essa sua habilidade o ajudou a ter o apelido de Pequeno Hércules.

Suleymanoglu nasceu na Bulgária e teve que desertar do país após acusações de violações de direitos humanos, e até assassinatos, cometidos por autoridades búlgaras contra os turcos étnicos do país.

Foto:AP

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes