Surto de olho na Rússia: Senegal de volta é uma das atrações


Depois da Copa 2002 então, sempre haverá aquela nostalgia sobre o pentacampeonato da seleção brasileira, mas quando se lembra daquele mundial, não dá para esquecer sobre o que Senegal fez.

Estreante em Copas do Mundo, surpreenderam a todos ao já bater os atuais campeões mundiais por 1x0, gol de Bouba Diop. A França já descobria que as coisas seriam diferentes de 1998. Na segunda partida, empate contra a Dinamarca por 1x1, em belo gol de contra-ataque de Diao. Na última partida, em um dos jogos mais espetaculares daquela Copa, Senegal abriu 3x0 contra o Uruguai no primeiro tempo, mas levaram o empate nos 45 minutos complementares. Os senegaleses estavam entre os 16 melhores.


Nas oitavas contra a Suécia, Larsson abriu o placar, porém Henri Camara empatou após chute cruzado na entrada da área contra o gol de Hedman. Na prorrogação veio o gol de ouro senegalês. Após bom passe de calcanhar de Thiaw, Henri Camara cortou um zagueiro com a perna direita e chutou mascado com a esquerda para garantir a classificação. Já pelas quartas, novamente foram a prorrogação. Porém a Turquia saiu vitoriosa com gol de Mansiz aos quatro minutos. Ainda assim, Senegal fez história.


Eliminatórias 

No mata-mata antes da fase de grupos, Senegal enfrentou Madagascar e empatou o primeiro jogo fora de casa por 2x2 tendo buscado o empate após perder por 2x0. Com a vantagem do gol fora de casa, o 3x0 em Dakar os colocaram na próxima fase da eliminatória africana.

Chegaram à Copa invictos e sem maiores dificuldades. Venceram na estreia Cabo Verde por 2x0 e chegaram a perder por 2x1 da África do Sul, mas o resultado foi anulado por influência do árbitro. Na outra partida, Senegal venceu por 2x0.

Empataram duas vezes na sequência com Burkina Faso por 0x0 e 2x2. Voltaram a triunfar nas eliminatórias diante de Cabo Verde com um 2x0 fora de casa e terminaram a campanha com vitória em casa diante da África do Sul por 2x1.


Surto de olho no craque




Sadio Mané é hoje o principal jogador de Senegal e disputará sua primeira Copa do Mundo. Mané tem 26 anos e foi revelado pelo Metz, da França em 2011. Ficou pouco tempo no clube, saindo um ano depois para o Red Bull Salzburg onde conquistou dois títulos. Ficou conhecido após ir jogar nos ingleses do Sunderland em 2014. Na sua passagem pelo clube fez 67 jogos e 21 gols, chamando a atenção do Liverpool, um dos maiores clubes do mundo.

Nos Reds desde 2016 já chegou sendo titular e no fim daquela temporada, foi eleito o melhor jogador do clube. Na temporada atual, fez trio de ataque com Roberto Firmino e Salah, chegando à final da Liga dos Campeões da Europa. Marcou o único gol do Liverpool na derrota por 3x1 para o Real Madrid. Já pelas eliminatórias, foi o maior assistente da África, dando cinco passes para gol. Marcou apenas dois tentos.

Mané é ponta esquerdo e joga em todas as posições do meio campo pelos lados, além de jogar de armador. Mas foi pela sua posição de origem que marcou 20 gols em 48 partidas, ajudando com oito assistências. Senegal tem um dos melhores jogadores do futebol inglês no ataque.

Time titular



Alou Cissé é o treinador de Senegal. O técnico tem 42 anos - um dos mais jovens dessa edição. É a segunda Copa do Mundo que participa, sendo a primeira em 2002 como jogador, onde era o capitão e fez parte da histórica seleção senegalesa que chegou até as Quartas-de-final. Está no comando técnico desde 2015 e é o primeiro trabalho dele como treinador. Seu time titular deve ter: Diallo, Gassama, Salif Sané, Koulibaly, Sabaly; Sarr, N'Diaye, Gueye, Niang; Sadio Mané e Sow.

Conclusão



Senegal chega com o que é provavelmente sua melhor geração para a Copa do Mundo. Dificilmente repetirá o que foi feito há quinze anos mas pode sim chegar novamente até às oitavas-de-final. O fato é que será muito legal revê-los em uma Copa.


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes