Surto de olho na Rússia: A desacreditada Inglaterra


Devido a grandes fiascos nas últimas Copas e competições continentais, a Inglaterra chega para sua décima quinta Copa do Mundo cercada de desconfiança. O único triunfo da seleção inglesa foi em seu próprio país em 1966.

A equipe liderada por Sir Alf Ramsey, começou a fase de grupos se classificando em primeiro lugar graças a Roger Hunt. Depois da esteia sem gols contra o Uruguai, Hunt marcou três dos quatro gols marcados até ali. Marcou o último gol dos 2x0 feitos no México e marcou um doblete nos 2x0 diante da França.

Nas quartas de final, George Hurst marcou aos 33 minutos do segundo tempo contra a Argentina e classificou o English Team para a semifinal. Contra Portugal, Bobby Charlton marcou dois e garantiu os ingleses na final por 2x1.

Pela Final, a Inglaterra se sagrou campeã mundial pela primeira vez ao bater a Alemanha Ocidental por 4x2 na prorrogação com três gols de Geoff Hurst e um de Peters. Mas não foi tão fácil. Hurst marcou um gol carregado de polêmica até hoje com a bola batendo na trave e na linha, já na prorrogação. Ainda assim, Inglaterra campeã.


Última Copa e Eliminatórias


Pela Copa de 2014, The Three Lions foi muito mal. Perdeu para a Itália na estreia em Manaus por 2x1 e foram eliminados ao perder para o Uruguai pelo mesmo placar em São Paulo. Já em Belo Horizonte, empataram sem gols numa partida sem graça contra a Costa Rica, se despedindo melancolicamente do Brasil, amargando um ponto e a lanterna do Grupo D.


No começo do novo ciclo da seleção inglesa, mais vexame. A eliminação para até então desconhecida Islândia nas oitavas da Eurocopa de 2016 colocou ainda mais pressão. Com o início das eliminatórias, a pressão diminuiu no primeiro turno, com vitória contra a Eslováquia por 1x0 nos 50 minutos do segundo tempo e o triunfo por 2x0 diante de Malta. O empate contra a Eslovênia não abalou a Inglaterra.

Vitórias contra Escócia e Lituânia por 3x0 e 2x0 respectivamente, deixaram a Inglaterra em posição confortável. O último tropeço veio no returno contra a Escócia ao empatarem em 2x2. Daí em diante veio quatro vitórias consecutivas e a vaga: Goleada de 4x0 contra Malta, 2x1 na Eslováquia e dois triunfos por 1x0 contra Eslovênia e Lituânia.


Surto de olho no craque


Um dos atacantes mais badalados do mundo, Harry Kane é a esperança de gols do English Team. O atacante de 24 anos foi revelado em 2009 pelo Tottenham e após rodar pro alguns times emprestado, voltou e deslanchou em 2014 marcando 26 gols naquela temporada. As duas seguintes foi artilheiro do campeonato inglês, figurando entre o time do ano nas temporadas.

O auge vem desde o ano passado, com Kane fazendo 52 partidas e marcando 44 gols, conquistando diversos prêmios em 2017 como o maior goleador do ano, melhor jogador inglês da temporada, atacante do ano da Premier League e três vezes melhor jogador do mês do campeonato.

Pelas eliminatórias, ''Hurricane'' - bricadeira com seu nome, fazendo alusão a um furacão -, foi fundamental, marcando cinco gols em seis jogos. Fez dois gois que garantiram vitórias nas duas últimas partidas contra Eslovênia e Lituânia. Kane finaliza muito bem fora da área, de média à longa distância. Sabe se antecipar ao zagueiro, se movimenta muito e é forte para fazer o pivô. Também é técnico para driblar. Kane pode ajudar muito a Inglaterra para chegarem longe.

Time titular






Gareth Southgate tem apenas 47 anos e é treinador desde 2006, quando começou a carreira de treinador no Middlesbrough - clube que encerrou a carreira naquele ano, ficando até 2009. Em 2013, assumiu a seleção inglesa sub-21 e permaneceu até 2016, assumindo a seleção principal após demissão de Sam Allardyce. Vai disputar sua primeira Copa do Mundo como treinador, já tendo disputado como jogador em 1998. 

O time titular da Inglaterra deve ser Butland, Jones, Stones, Maguire, Walker, Rose; Henderson, Lingard, Dele Alli; Vardy e Harry Kane.

Conclusão



Depois de muito tempo chegando como favorita e decepcionando, a Inglaterra chega à Rússia desacreditada e com desconfiança por parte do mundo. Podem fazer boa campanha por tem bons nomes no elenco, mas provavelmente não chegará muito longe. Pode ser o início de um novo capitulo na história do English Team.


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes